prova resolvida - ufsj inverno 2010

prova resolvida UFSJ - Vestibular de Inverno 2010


Prova resolvida: UFSJ Biologia Inverno 2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI - VESTIBULAR DE INVERNO 2010

01) A interrupção da pesca em determinados períodos do ano, prática conhecida como defeso, é adotada como medida para evitar a redução das populações de peixe e garantir a exploração do pescado. Durante o período, o pescador profissional, tem direito ao benefício do seguro desemprego conforme previsto no Art. 1º da Lei nº 10.799, de 25 de novembro de 2003. Do ponto de vista da sustentabilidade, é CORRETO afirmar que:

a) o ambiente marinho, por ser mais estável, apresenta grande produtividade primária, o que garante uma taxa de natalidade constante independente da taxa de mortalidade. Portanto, o defeso só é necessário na pesca fluvial.
b) a interrupção da pesca no período do defeso provoca diretamente o aumento da taxa de natalidade, o que, por sua vez, leva à redução da mortalidade, garantindo a manutenção das populações de peixe.
c) a interrupção da pesca no período de defeso reduz a taxa de mortalidade dos peixes adultos, possibilita maior número de acasalamentos e, consequentemente, aumento da natalidade.
d) existe relação direta ou indireta entre o defeso e o aumento da natalidade, sendo, portanto, apenas uma medida assistencialista para permitir ao pescador acesso ao seguro desemprego durante o período de interrupção da pesca.

 

Resolução:

Assunto: Ecologia (preservação de populações).
Com o defeso, indivíduos adultos, que seriam capturados para o comércio e alimentação são preservados e, assim, podem reproduzir-se, o que garante a manutenção da espécie. É aplicada a espécies fluviais e marinhas; um bom exemplo de defeso marinho é a interrupção da pesca da lagosta em determinada época do ano.
Resposta: C

 

02) Considere a informação apresentada.
“As populações de ursos polares estão sendo ameaçadas de extinção devido às alterações climáticas que vêm pelo processo de derretimento, reduzindo a área sólida de caça desses animais. Paralelamente, a mesma redução de área sólida vem prejudicando a nidificação dos pinguins, reduzindo a taxa de natalidade dessas aves, o que por sua vez, reduz a disponibilidade de presas aos ursos polares”.

A partir dessa informação, assinale a alternativa CORRETA.
a) Com a redução da área de gelo, o comportamento de escape para o mar é facilitado e os pinguins apresentam mais agilidade na água do que os ursos. Esse fato tem reduzido os níveis de obtenção de energia pelos ursos, prejudicando a lactação e reduzindo a porcentagem de gordura, essencial para vida em locais frios, no corpo dos filhotes.
b) A redução do gelo não influencia na nidificação dos pinguins, que mantêm seus ovos junto ao corpo, podendo deslocá-los em caso de necessidade. Portanto, as alterações climáticas não afetam a taxa de natalidade dos pinguins e a disponibilidade de presas para os ursos é mantida.
c) Não é possível estabelecer uma relação entre ameaça de extinção aos ursos polares e a disponibilidade de pinguins como presa, uma vez que esses animais não ocorrem no mesmo habitat.
d) Considerando o fluxo de energia nas cadeias tróficas, a população de presas precisa ser maior do que a de predadores. Considerando que um urso adulto precisa predar cerca de dois pinguins por dia, a redução das populações de pinguins tem efeitos diretos na redução das populações de ursos polares;

 

Resolução:

A questão envolve, basicamente, conhecidos sobre distribuição geográfica do urso polar e do pinguim. Como os dois animais se encontram em polos opostos do planeta, não existe relação de predatismo entre eles.
Resposta: C

 

03) Observe o gráfico que representa a variação na concentração dos hormônios femininos ao longo do ciclo menstrual.

Prova resolvida UFSJ Inverno 2010  

 

Prova resolvida UFSJ Inverno 2010


Assinale a alternativa CORRETA de acordo com esses dados.
a)  O método contraceptivo da tabelinha baseia-se no pico dos hormônios gonadotróficos FSH (nº 2) e LH (nº 3), pois, nesse estágio ocorre a descamação do endométrio, impedindo o encontro dos gametas.
b) O hormônio estrógeno (nº 3) é produzido e liberado pelo ovário quando estimulado pelo hormônio folículo estimulante – FSH (nº 1). A liberação de FSH, por sua vez, é inibida pelo próprio estrógeno. Esse mecanismo de retroalimentação negativa é a base do funcionamento das pílulas anticoncepcionais.
c) As gonadotrofinas FSH (nº1) e LH (nº 2) são assim denominadas, pois são produzidas nas gônadas, agindo sobre o desenvolvimento do epitélio uterino.
d) O dispositivo intrauterino (DIU) é um contraceptivo que atua no útero, estimulando-o a liberar os hormônios gonadotróficos estrógeno (nº 3) e progesterona (nº 4), garantindo, assim, a prevenção da fecundação, já que eles inbem a liberação dos hormônios folículo estimulante (FSH) e luteinizante (LH), não havendo nessa situação a ovulação.


Resolução:

Assunto: Ciclo menstrual
A tabelinha consiste em evitar a manutenção de relações sexuais (sem algum preservativo) durante o período fértil, pico dos hormônios FSH (nº 2) e LH (nº 1). Nesse período, ocorre a ovulação e, portanto, as chances de fecundação são enormes. Opção A incorreta.
As pílulas anticoncepcionais são constituídas basicamente de estrógeno e progesterona, hormônios que inibem a liberação do hormônio FSH, que estimula o desenvolvimento do folículo ovariano que, durante o desenvolvimento, passa a secretar estrógeno; este inibe o FSH para que um novo folículo não se desenvolva (retroalimentação ou “feedback” negativa). Opção B correta.
O LH e o FSH são hormônios produzidos na hipófise e não nas gônadas. Opção C incorreta.
O DIU tem ação espermicida e, também, segundo alguns autores, impede a nidação. Opção D incorreta.
Resposta: B

Dica da VestibulandoWeb aos vestibulandos foi bem cobrada nesta prova. Confira nosso material teórico sobre Ciclo Menstrual e compare os gráficos.

 

04) Leia os fragmentos de texto abaixo.
            “A equipe mostrou que uma variante específica do gene (MC1R) sempre encontrada em africanos com pigmentação escura tinha origens rastreáveis até 1,2 milhão de anos. Acredita-se que primitivos ancestrais humanos tinham pela rósea, coberta com pelo negro, do mesmo modo que os chimpanzés. Assim, a evolução para a pele escura permanente foi uma etapa subsequente evolucionária indispensável para a perda do pelo que servia de escudo contra o sol.”
            “Assim, conforme evidências fósseis, a transição para a pele nua e o sistema de suar baseado nas glândulas sudoríparas deve ter estado em pleno desenvolvimento há cerca de 1,6 milhão de anos, com o propósito de contrabalançar as maiores cargas de calor que acompanhavam o extenuante modo de vida dos nossos predecessores.
Scientific American Brasil, março - 2010

Os fragmentos acima discutem o surgimento da pele pigmentada e a perda dos pelos na superfície do corpo de ancestrais humanos.

A partir dessas informações, assinale a alternativa INCORRETA.
a) O pigmento da pele humana é a melanina, que, por ser escura, absorve os raios solares, evitando que outras estruturas celulares os absorvam e sejam danificadas.
b) O surgimento da pele pigmentada conferiu proteção aos raios solares, o que permitiu a perda dos pelos que não eram mais necessários.
c) Pela teoria evolutiva da seleção natural, há uma cascata de eventos envolvendo o assunto, onde a pele nua com glândulas sudoríparas foi selecionada positivamente para resolver o problema do calor corpóreo e a pigmentação da pele foi selecionada positivamente em decorrência dos danos causados pelos raios solares na pele nua.
d) A cobertura de pelos é uma característica que acarreta na conservação do calor corpóreo; portanto, tal característica foi selecionada negativamente no ancestral humano com atividade física extenuante no quente ambiente das savanas.


Resolução:

A questão, sobre evolução, é bastante simples. A opção B deixa clara a ideia da lei do uso e do desuso, proposta por Lamarck.

Veja:
“O surgimento da pele pigmentada conferiu proteção aos raios solares, o que permitiu a perda dos pelos que não eram mais necessários”à por não precisar mais de pelos para proteção contra os raios solares, os pelos foram perdidos. Opção B incorreta.

Resposta: B

 

05) Leia o trecho abaixo.
            “A maioria das pessoas dos países mais ricos associa as doenças tropicais às três mais conhecidas AIDS, Tuberculose e Malária e as agências beneficentes alocam seus recursos com esse perfil. Ainda assim, um grupo de moléstias coletivamente conhecidas como DTNs, doenças tropicais negligenciadas, tem um impacto ainda maior. Elas nem sempre matam, mas debilitam por causar anemia severa, desnutrição, atraso no desenvolvimento intelectual e cegueira, levam a terríveis desconfiguramentos de membros...”
Scientific American Brasil, Fevereiro - 2010

 

Dentre as doenças tropicais negligenciadas, muitas são comuns no Brasil, tais como: ascaridíase, ancilostomose, esquistossomose e filariose linfática.

Em relação às DTNs, é CORRETO afirmar que:
a) na filariose linfática, o Schistosoma mansoni instala-se no intestino delgado, causando anemia e desnutrição, o que pode gerar deficiência cognitiva.
b) na ascaridíase, o verme Wuchereria bancrofti instala-se nas veias dos rins e intestinos, causando fibrose hepática e intestinal.
c) na ancilostomose, ocorre anemia severa causada pela instalação do verme Necator americanus no intestino. Surgem, a longo prazo, sintomas de cansaço, problemas de crescimento e desenvolvimento intelectual.
d) na ascaridíase, o verme Taenia solium, além de instalar-se no intestino e causar anemia, pode migrar para  o encéfalo, provocando deficiência mental

 

Resolução:

Assunto: Verminoses
Assunto sempre presente em provas de vestibulares. A questão cobra conhecimentos sobre agente etiológico e alguns sintomas clássicos de doenças bastante trabalhadas no ensino médio.
Na letra A, a filariose linfática não é causada pelo Schistosoma mansoni. O mesmo erro ocorre nas opções B ( o correto seria Ascaris lumbricoides) como causador nas duas opções.
Resposta: C

 

Resolução:
Prof. Evandro Marques - Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Viçosa - MG, e Prof. de Biologia do Ensino Médio e Pré-Vestibulares desde 1990. Autor da apostila "Biologia no Enem".

Vestibulando Web - Copyright 1999-2011. Todos os direitos reservados.
Prova de Biologia Resolvida - UFSJ Inverno 2010

Ponto.Br