Ingleses desenvolvem técnica para reduzir doenças genéticas causadas por genes mitocondriais

13/12/2010 - Atualizada em: 30/07/2014

Determinadas doenças genéticas são causadas por genes localizados no DNA mitocondrial, como a neuropatia óptica hereditária de Leber.

As mitocôndrias são as estruturas presentes dentro de uma célula onde ocorre a produção de energia para o desenvolvimento das atividades celulares. Uma característica dessas organelas (e também dos cloroplastos) é a presença de um DNA próprio. Existem determinadas doenças genéticas, que são causadas por genes localizados nesse DNA mitocondrial. Um bom exemplo é a neuropatia óptica hereditária de Leber (LHON), uma doença que afeta geralmente adultos jovens, iniciando por volta de 18 a 35 anos, levando a  uma súbita perda da acuidade visual em um dos olhos (em muitas das vezes, em menos de 1 semana). O outro olho pode ser afetado quase que simultaneamente ou até em cerca de 9 meses.

Genes mitocondriaisDurante a fecundação, as mitocôndrias presentes no espermatozoide não entram no óvulo. Assim, todo o DNA mitocondrial de uma pessoa é de origem estritamente materna.  

Para evitar que um gene defeituoso, presente no DNA mitocondrial, seja transmitido à (ao) filha(o), uma equipe de pesquisadores na Inglaterra,  usou a seguinte estratégia:

- De um óvulo (proveniente de uma mulher portadora do gene mitocondrial defeituoso) já fecundado, foi retirado o núcleo, onde se encontra a informação genética para a formação de um novo ser (nos cromossomos);

- Um outro óvulo, proveniente de uma mulher que não possui o gene mitocondrial defeituoso, teve seu núcleo removido;

- Este óvulo (agora anucleado), recebeu o núcleo daquele óvulo que já havia sido fecundado.

resultado dessa técnica, é o desenvolvimento de um embrião com 3 materiais genéticos: 23 cromossomos da mãe biológica; 23 cromossomos do pai biológico e DNA mitocondrial da mulher doadora do óvulo com gene mitocondrial normal.

 

De forma simplificada, teríamos:

Genes Mitocondriais

Questões éticas precisam ser resolvidas para a técnica ser efetivada. Há, pelo menos,  dois problemas a serem resolvidos:

1º) A pessoa doadora do DNA mitocondrial pode requerer seu sobrenome na certidão de nascimento da criança?

2ª) Quais as consequências da presença de um DNA mitocondrial estranho em relação ao restante do DNA?

Como se percebe, há muitas incertezas no campo da engenharia genética. É preciso muita cautela para que seu uso não se torne, por exemplo, um comércio.