preço do pré-teste do enem 2010

Valor ultrapassa 6 milhões


Palavra do Professor


"Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você!"


"Não há saber mais ou saber menos: Há saberes diferentes!"

- Paulo Freire

"Se não puder se destacar pelo talento, vença pelo esforço!"

- Dave Weinbaum

"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância!"

- Sócrates

"Triste não é mudar de idéia. Triste é não ter idéia para mudar!"

- Francis Bacon

Preço de pré-teste sobe de R$ 939,5 mil para R$ 6,191 mi

14/08/2010

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai gastar R$ 6,191 milhões para realizar o pré-teste do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010. No ano passado, o valor gasto com esta etapa foi de R$ 939,5 mil. O preço por aluno subiu de R$ 18,79, no ano passado, para R$ 61,91. De acordo com o Inep, os valores subiram porque nesta edição haverá quatro aplicações distintas e houve aumento no número de cidades.

Em nota, o instituto afirma que "a reestruturação do Enem em 2009, com a implantação da Teoria da Resposta ao Item, trouxe a necessidade da construção de um banco sólido e adequado a essa nova metodologia".

Em 2009, a empresa contratada para o pré-teste foi a Consultec , cujo contrato ia de junho a novembro. Neste ano, foi o consórcio Cespe/ Cesgranrio o escolhido para o processo de pré-testagem de itens. O contrato é para o período entre junho de 2010 a junho de 2011.

Segundo, o Inep, o projeto de pré-testes de 2010 é muito mais complexo que o de 2009. "No ano passado, o pré-teste teve apenas uma aplicação, e estava limitado a 48 mil estudantes de 10 municípios".

Apostila EnemO contrato atual prevê a aplicação anual de pré-testes a 100 mil alunos, em até quatro etapas por ano, em municípios da capital e interior de todas as unidades da Federação, sem limite de instituições e turmas que podem participar dos testes.

"Não há como comparar os dois contratos, sobretudo nos aspectos da quantidade de requisitos e serviços que foram introduzidos para a garantia da segurança e sigilo na aplicação dos pré-testes", diz a nota.

Neste ano, o contrato exige que todas as etapas de editoração do caderno de provas, acompanhamento da impressão e organização do material para distribuição se processem em ambiente seguro e sigiloso. "Isso implica em maiores custos de deslocamento de equipes especializadas trabalhando na unidade gráfica em São Paulo", afirma o comunicado, justificando o aumento dos custos.

Ainda de acordo com o Instituto, 100 mil estudantes serão submetidos à prova, em quatro processos distintos de aplicação, que será aplicado em 40 municípios.

Novidade na Prova do Enem

A novidade este ano serão as questões de língua estrangeira (inglês ou espanhol) na área de linguagens e códigos — o candidato deve fazer a opção no momento de se inscrever.

Em 6 de novembro, sábado, serão aplicadas as questões de ciências da natureza e ciências humanas, das 13h às 17h. No domingo, 7, das 13h às 18h30, será a vez de matemática, linguagens e códigos e redação.

Leia mais...

» Informações sobre o Enem
» Edital do Enem 2013
» Informações sobre o SiSU
» Informações sobre o ProUni
» Siga a VestibulandoWeb no Twitter
» Siga a VestibulandoWeb no Facebook

Compartilhe este site com seus amigos!

Vestibulando Web - Copyright 1999-2010. Todos os direitos reservados.
Enem 2010 - Vestibular UFES 2011

Ponto.Br