- PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL -
- PROVA DE FÍSICA - VESTIBULAR 1999 -

01) A velocidade de um carro de Fórmula Um é reduzida de 324km/h para 108km/h num intervalo de tempo igual a 1,0s. Sua aceleração tangencial, em módulo, quando comparada com a aceleração da gravidade (g=10m/s2), é:
a) 3g     b) 4g      c) 6g       d) 8g      e) 12g

02) É possível observar, durante o desenrolar de partidas de vôlei, que alguns atletas conseguem uma impulsão que lhes permite atingir 1,25m acima do solo. Sendo a aceleração da gravidade igual a 10m/s2, a velocidade inicial do centro de massa do atleta, em m/s, é:
a) 7,5      b) 5,0      c) 4,5       d) 3,0      e) 1,5

03) Um astronauta está consertando um equipamento do lado de fora da nave espacial que se encontra em órbita circular em torno da Terra, quando, por um motivo qualquer, solta-se da nave. Tal como está, pode-se afirmar que, em relação à Terra, o astronauta executa um movimento:
a) retilíneo uniforme.
b) retilíneo com aceleração de módulo constante.
c) circular com aceleração de módulo constante.
d) circular com vetor velocidade tangencial constante.
e) circular sujeito a uma aceleração gravitacional nula.

04) Um bloco de massa m está sendo arrastado por uma força constante F, sobre um plano horizontal com velocidade constante. Nessa situação, pode-se afirmar que o trabalho:
a) resultante realizado sobre o bloco é negativo.
b) resultante realizado sobre o bloco é positivo.
c) realizado pela força F é nulo.
d) realizado pela força F é positivo.
e) realizado pela força F é igual à variação da energia cinética do bloco.

05) Um bloco de 4,0 kg de massa, e velocidade de 10m/s, movendo-se sobre um plano horizontal, choca-se contra uma mola, como mostra a figura.
Sendo a constante elástica da mola igual a 10000N/m, o valor da deformação máxima que a mola poderia atingir, em cm, é:
a) 1      b) 2       c) 4       d) 20      e) 40

06) Podemos caracterizar uma escala absoluta de temperatura quando:
a) dividimos a escala em 100 partes iguais.
b) associamos o zero da escala ao estado de energia cinética mínima das partículas de um sistema.
c) associamos o zero da escala ao estado de energia cinética máxima das partículas de um sistema.
d) associamos o zero da escala ao ponto de fusão do gelo.
e) associamos o valor 100 da escala ao ponto de ebulição da água.

07) Uma piscina contém 20.000 litros de água. Sua variação de temperatura durante a noite é de -5 ºC. Sabendo que o calor específico da água é de 1cal/g ºC, a energia, em kcal, perdida pela água ao longo da noite, em módulo, é:
a) 1.104         b) 1.105         c) 2.103
d) 9.103         e) 9.107

08) Se, ao fornecermos calor a um sistema, sob pressão constante, observarmos que a temperatura permanece inalterada, podemos afirmar que o sistema:
a) é totalmente sólido.
b) é totalmente líquido.
c) está necessariamente em processo de fusão.
d) está necessariamente evaporando.
e) está sofrendo uma mudança de fase.

09) Um cilindro com pistão, de volume igual a 2,0 litros, contém um gás ideal. O gás é comprimido adiabaticamente sob pressão média de 1000N/m2 até que o volume atinja o valor de 0,20 litros. A variação da energia interna do gás, em J, durante a compressão é:
a) 1,8     b) 2,0     c) 200       d) 1800      e) 2000

10) Esferas de mesma massa, porém constituídas de diferentes materiais, são soltas, a partir do repouso, sempre de uma mesma altura, e caem sobre uma chapa horizontal de ferro. Elas rebatem na chapa e sobem verticalmente até alturas diferentes, conforme está registrado no quadro abaixo.

ESFERA

ALTURA(cm)

I

05

II

10

III

15

IV

20

V

25

A esfera que, no momento do impacto, sofreu a maior variação em módulo na sua quantidade de movimento, é:
a) I       b) II       c) III        d) IV       e) V

11) Sobre uma barra homogênea de 200N de peso próprio são colocados dois corpos de pesos iguais a 100N cada um. A barra é articulada no ponto A, sendo mantida em equilíbrio por uma força F, como indica a figura:
O valor da força F, em N, necessária para manter a barra em equilíbrio é:
a) 100     b) 150     c) 200
d) 250     e) 400

 

12) Uma barra metálica A tem comprimento inicial L e sofre variação de temperatura DT. Se outra barra B, de mesmo material, possuir um comprimento inicial 2L e experimentar a mesma variação de temperatura, pode-se dizer que a dilatação da barra A é:
a) igual à dilatação da barra B.
b) duas vezes maior do que a dilatação da barra B.
c) duas vezes menor do que a dilatação da barra B.
d) quatro vezes menor do que a dilatação da barra B.
e) quatro vezes maior do que a dilatação da barra B.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 13 e 14 com base no enunciado abaixo.

Uma das extremidades de uma corda é presa numa parede, enquanto a outra é movimentada até formar-se uma onda estacionária.

13) Os fenômenos ondulatórios responsáveis pela formação da onda estacionária são:
a) reflexão e refração.
b) difração e refração.
c) reflexão e interferência.
d) difração e reflexão.
e) polarização e interferência.

14) Se a distância entre dois nós consecutivos é 30 cm e a freqüência é 6,0 Hz, a velocidade de propagação da onda na corda é:
a) 0,6 m/s        b) 1,0 m/s         c) 1,2 m/s
d) 2,0 m/s        e) 3,6 m/s

15) O fenômeno da decomposição da luz branca ao atravessar um prisma ocorre porque:
a) o índice de refração depende da freqüência.
b) o índice de refração independe do meio de propagação.
c) o ângulo de reflexão depende da freqüência.
d) no interior do prisma ocorre dupla reflexão.
e) no interior do prisma ocorre reflexão interna total.

16) A lente objetiva de uma máquina fotográfica tem distância focal de 40 mm. O filme posiciona-se a exatamente 41 mm da lente. Para uma foto nítida, a distância entre a máquina e o objeto fotografado deve ser, aproximadamente, de:
a) 1,0 m         b) 1,6 m          c) 3,0 m
d) 4,5 m         e) 10 m

17) Um observador parado na calçada de uma avenida observa a passagem de um carro-ambulância com sirene acionada. Após a passagem do carro o observador percebe que a freqüência do som da sirene diminuiu. Este fenômeno é conhecido como efeito:
a) Doppler.        b) Volta.           c) Joule.
d) fotoelétrico.   e) de reverberação.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 18 com bases nas informações abaixo.

Os objetos listados na coluna à esquerda abaixo se relacionam com propriedades listadas na coluna à direita.

(1) pára-raios

( ) força eletromotriz

(2) gaiola metálica

( ) blindagem eletrostática

(3) pilha seca

( ) poder das pontas

18) De cima para baixo, a numeração correta da coluna da direita em correlação com a da esquerda é:
a) 3, 2, 1         b) 1, 2, 3          c) 3, 1, 2
d) 2, 3, 1         e) 2, 1, 3

INSTRUÇÃO: Responder à questão 19 com base na figura e afirmativas abaixo.

A figura representa dois anéis condutores concêntricos, carregados eletricamente.
Afirmativas:
I. O campo elétrico devido às cargas nos anéis é nulo nos pontos A e B.
II. O campo elétrico devido às cargas nos anéis é nulo no ponto B.
III. O campo elétrico em módulo devido às cargas nos anéis é maior em A do que em B.
IV. Não existe diferença de potencial entre os dois anéis.

19) Analisando as afirmativas deve-se concluir que:
a) todas estão corretas.
b) somente I está correta.
c) somente II está correta.
d) II e III estão corretas.
e) III e IV estão corretas.

20) Pilhas comerciais de 1,5 V são comercializadas em tamanhos pequeno, médio e grande. O tamanho tem relação com a potência do aparelho que a pilha deve alimentar. Considerando-se as três pilhas e três lâmpadas idênticas de lanterna, cada pilha alimentando uma lâmpada, após um tempo considerável de desgaste, a pilha grande estará originando maior __________, revelando possuir, internamente, _________ do que as outras.

a) força eletromotriz

menor resistência

b) força eletromotriz

maior resistência

c) corrente

maior força eletromotriz

d) energia

menor força eletromotriz

e) corrente

menor resistência

INSTRUÇÃO: Responder às questões 21 e 22 com base nos esquemas e afirmativas abaixo.

Duas lâmpadas de filamento, L1 de 30 W para 12 V e L2 de 60 W para 12 V , são ligadas numa bateria de 12 V, em paralelo conforme esquema 1 e em série conforme esquema 2, ao lado.

Afirmativas:
I.  No esquema 1, a lâmpada L1 dissipa 30 W.
II.  No esquema 2, as duas lâmpadas têm a mesma dissipação de potência.
III. No esquema 2, a lâmpada L1 dissipa mais potência que a lâmpada L2.

21) Analisando as afirmativas conclui-se que:
a) todas estão corretas.
b) somente I está correta.
c) somente II está correta.
d) I e II estão corretas.
e) I e III estão corretas.

22) No esquema 1, a intensidade da corrente cedida pela bateria vale:
a) 2,5 A        b) 4,0 A         c) 5,0 A
d) 7,5 A        e) 9,5 A

23) Energia solar é a energia eletromagnética irradiada pelo Sol. Sua fonte primária, a partir do interior do Sol, são:
a) reações de fissão nuclear.
b) reações de fusão nuclear.
c) reações de dissociação molecular.
d) correntes elétricas de grande intensidade.
e) colisões intermoleculares.

24) Cargas elétricas podem ter sua trajetória alterada quando em movimento no interior de um campo magnético. Esse fenômeno fundamental permite explicar:
a) o funcionamento da bússola.
b) o aprisionamento de partículas carre-gadas pelo campo magnético da Terra.
c) a construção de um aparelho de raio X.
d) o funcionamento do pára-raios.
e) o funcionamento da célula fotoelétrica.

25) Um feixe de luz incide em uma lâmina de metal, provocando a emissão de alguns elétrons. A respeito desse fenômeno, denominado de efeito fotoelétrico, é correto afirmar que:
a) qualquer que seja a freqüência da luz incidente, é possível que sejam arrancados elétrons do metal.
b) quaisquer que sejam a freqüência e a intensidade da luz, os elétrons são emitidos com a mesma energia cinética.
c) quanto maior a intensidade da luz de uma determinada freqüência incidindo sobre o metal, maiores são as energias com que os elétrons abandonam o metal.
d) quanto maior a freqüência da luz de uma determinada intensidade incidindo sobre o metal, maiores são as energias com que os elétrons abandonam o metal.
e) quanto maior a freqüência da luz de uma determinada intensidade incidindo sobre o metal, mais elétrons abandonam o metal.