- UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO -
- PROVA DE GEOGRAFIA - VESTIBULAR 1996 -

01) Marque a opção onde se manifesta a relação que pode ser estabelecida entre a estrutura fundiária brasileira e a atrofia da produção de gêneros de subsistência para o mercado interno.
a) Há um pequeno número de minifúndios que causam a produção insuficiente.
b) O número reduzido de latifúndios compromete a produção dos gêneros de subsistência neles cultivados.
c) A pecuária própria da grande propriedade está voltada, principalmente, para o mercado interno.
d) A estrutura que garante a supremacia numérica da pequena propriedade destina seus produtos de subsistência ao mercado internacional.
e) A estrutura beneficia os produtos de exportação.

02) Há uma atividade econômica urbana no Brasil em que boa parte da mão-de-obra ocupada tem sua origem na desigualdade social. Também, seu desencadeamento, na forma como se dá, só perpetua a absurda diferença entre ricos e pobres, nas metrópoles nacionais.
Essa atividade é:
a) a indústria siderúrgica de laminados.
b) a construção civil.
c) a informática aplicada.
d) a prestação informal de serviços.
e) o extrativismo.

03) Analise o mapa abaixo.

Observando-se os dados acima, podemos concluir, quanto à temperatura, que:
a) a presença da continentalidade diminui a amplitude térmica.
b) o oceano funciona como um termorregulador da temperatura.
c) Viena tem maior amplitude térmica do que Kiev.
d) a presença do mar faz Brest ter acentuada amplitude térmica.
e) todas as cidades apresentam latitudes baixas.

04) A charge acima conta a história recente do Brasil, que está a caminho de suas reformas constitucionais. O fato relacionado à charge é

a) a privatização da Petrobrás.
b) a flexibilização do monopólio do petróleo.
c) a encampação da Petrobrás pela Exxon norte-americana.
d) a venda da estatal brasileira ao governo dos Estados Unidos.
e) o início do processo de cartelização promovido por Brasil e EUA.

05) No quadro abaixo, apresentamos alturas médias de meninos de 5 anos de idade de países desenvolvidos e de estratos socioeconômicos altos e baixos de países em desenvolvimento.

Com ajuda do gráfico acima, conclui-se que:
a) em São Paulo, não há diferenças antropométricas entre a zona urbana e a zona rural.
b) no Nordeste brasileiro, surge uma geração de "nanicos", como resultado de carências nutricionais crônicas.
c) nos países desenvolvidos, as diferenças urbano-rurais são, também, muito acentuadas.
d) na Índia, tal qual no Brasil, o crescimento natural da população é a causa da desnutrição.
e) no Nordeste brasileiro, as crianças das áreas rurais têm um crescimento comparável ao do estrato socioeconômico alto das áreas urbanas.

06) Analise a charge abaixo.

A charge acima faz uma citação humorística de um dos maiores problemas do mundo moderno: a chuva ácida.
Considere as afirmativas abaixo:
  I. A Revolução Industrial começou o início da concentração de poluentes na Europa.
II. Cubatão, no Brasil, está protegido de chuva ácida pela Serra do Mar.
III. A chuva ácida pode corroer monumentos que são patrimônio da humanidade.

Das afirmativas acima, admite-se como verdadeira(s):
a) apenas a afirmativa I.
b) apenas a afirmativa III.
c) as afirmativas I e II.
d) as afirmativas I e III.
e) as afirmativas II e III.

07) Leia o texto abaixo.
De um modo geral, o rápido aumento populacional representa um desafio, muito saudável em si, ao sistema sócio-econômico vigente no país. (...)
Não há nenhum obstáculo tecnológico ou "natural" que impeça atingir e manter o pleno emprego com uma população em rápido crescimento. Os impedimentos, quando os há, são sempre de ordem institucional. Em última análise, uma parte excessivamente grande do Produto Nacional é consumida ou desperdiçada, de modo que sobre muito pouco para equipar todos os braços que desejam ou podem trabalhar. Ora, esta é uma área de decisão humana. Com uma população estagnada, seria talvez mais fácil que os brasileiros se conformassem com um sistema incapaz de acelerar o desenvolvimento do país. Mas, com uma população em rápido crescimento, o desejo muito humano de todos quererem participar da divisão social do trabalho coloca o país diante da obrigação de se desenvolver intensamente e, deste modo, realizar suas potencialidades históricas.

                                       (SINGER, Paul I. "População e desenvolvimento"
                                       (excertos). In: Cadernos de ciências da terra.
                                       (São Paulo, Instituto de Geografia da USP, 1971, nº 18.)

A teoria demográfica embutida no texto é:
a) a neo-malthusiana, porque diz que o crescimento vegetativo é a causa da miséria.
b) a malthusiana, porque prega o controle oficial da natalidade.
c) a reformista, porque exige reformas oficiais para o controle da natalidade.
d) a neo-malthusiana, porque prega a estagnação da população.
e) a reformista, porque prega a instituição de reformas socioeconômicas.

08) Leia o texto e observe com atenção o mapa.
... "Em relação às rotas marítimas, elas são escolhidas em função dos itinerários mais econômicos, levando-se em conta as distâncias, as condições de navegação (aspectos naturais), a segurança..." (Coimbra, Pedro e Tibúrcio, José Arnaldo - Uma Análise do Espaço Geográfico - São Paulo - Ed. Harbra - 1992).

Um fator geográfico de localização do Canal do Panamá, o mecanismo utilizado para vencer o obstáculo do relevo e o interesse político-econômico determinante na construção do canal são:
a) segurança natural do golfo do Panamá; corte do relevo para passagem do Canal; controle do Canal pelo Panamá.
b) pequena separação entre os oceanos Atlântico e Pacífico; construção de eclusas; controle do Canal pelos Estados Unidos.
c) pequena altitude; construção de diques fixos; controle do canal pela OEA (Organização dos Estados Americanos).
d) pequena latitude; percurso do Canal a nível do mar; controle do Canal pelo NAFTA (mercado norte-americano).
e) segurança natural do golfo dos mosquitos; construção de diques fixos; controle do Canal pelo MERCOSUL (mercado do Cone Sul da América Latina).

09) Leia a informação a seguir e analise o mapa abaixo.
O acordo de paz ISRAEL-OLP (Organização para Libertação da Palestina), firmado em 1993, encontra na cidade de Jerusalém e no Território da Cisjordânia a materialização de obstáculos para a paz definitiva.


As lacunas do texto, abaixo, são preenchidas, respectivamente com:
Os ingredientes desses focos de tensão no Oriente médio são os seguintes: os palestinos reivindicam a parte (1) de Jerusalém, cidade que fica a (2) do mar morto, no território da Cisjordânia que é povoado pelos palestinos e era administrado pela(o) (3) quando Israel o conquistou na Guerra dos Seis Dias.
a) (1) oeste; (2) leste e (3) Síria.
b) (1) meridional; (2) oeste e (3) Arábia Saudita.
c) (1) leste; (2) noroeste e (3) Jordânia.
d) (1) ocidental; (2) oriente e (3) Líbano.
e) (1) oriental. (2) ocidental e (3) Egito.