- UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO -
- PROVA DE GEOGRAFIA - VESTIBULAR 1997 -

01) O comércio exterior do Brasil inclui alguns parceiros preferenciais na venda e na compra de mercadorias. No que se refere às importações, um produto que tradicionalmente compramos da Argentina é:
a) açúcar.                                     d) soja.
b) trigo.                                      e) automóveis.
c) petróleo.

02) O crescimento dos "Tigres Asiáticos" no painel do Terceiro Mundo pode ser melhor compreendido a partir da constatação da exploração de suas mãos-de-obra pela indústria japonesa, principalmente, assim como pela instalação de empresas nipônicas em seus territórios, num processo de muitas vantagens oferecidas para essa instalação.
A considerar-se apenas a aproximação geográfica dos "Tigres" em relação ao arquipélago japonês, aquele que primeiramente estaria sujeito a tal situação é:

a) a Indonésia;                                d) Taiwan;
b) a Tailândia;                                e) a Coréia do Sul.
c) Hong-Kong;

03) A identificação dos países em função dos conceitos de desenvolvimento e subdesenvolvimento, universalmente aceitos, constitui-se em difícil tarefa, na medida em que alguns indicadores socioeconômicos, muitas vezes, são comuns tanto aos países do Primeiro como aos do Terceiro Mundo.
Um seguro indicador da condição de desenvolvimento é:

a) o produto interno bruto volumoso.
b) a renda per capita elevada.
c) a industrialização moderna.
d) as desigualdades sociais amenizadas.
e) a urbanização crescente.

04) A teoria das placas tectônicas trata, entre outras questões, das conseqüências na crosta provocadas pelo atrito, nas áreas de encontro dessas placas.
Assim, o dobramento causado pelo encontro das placas Indo-Australiana e Euro-Asiática chama-se:

a) Himalaia.                                   d) Cárpatos.
b) Cáucaso.                                    e) Atlas.
c) Drakensberg.

05) Analise o texto abaixo e responda:
Noite em um bairro movimentado do País Basco. Pessoas passeiam pela rua já fria do outono. Outros esperam nos ônibus a parada que os leva a casa depois de um dia normal. De repente, um estrondo estremece a cidade. E seguem muitos. Cabines telefônicas são destruídas com paus e pedras e os viajantes são obrigados a descer rapidamente porque o ônibus, em segundos, vai explodir. É a hora da guerrilha. A polícia intervém logo, mas sai em desvantagem. O vandalismo consegue explodir também o camburão policial. Centenas de coquetéis molotov incendeiam carros, edifícios e quem se coloca no ponto de mira.
                  (Texto adaptado do Jornal do Brasil de 29/09/96).
A ação terrorista descrita no texto trata de:
a) atividade do ETA, no norte da Espanha.
b) atentado do IRA em sua luta pela autonomia da Irlanda do Norte.
c) atentado do grupo islâmico Hamas contra Israel.
d) cenas comuns dos noticiários que cobrem a guerra da Bósnia-Herzegovina.
e) atuação da guerrilha ao sul do México.

06) "Toda nação tem duas riquezas e duas limitações que possibilitam seu progresso mas condicionam ao mesmo tempo o ritmo do mesmo: o homem e a terra."
(Paulo de A. Ribeiro - Estudos de Geografia - Melhem Adas - São Paulo - Ed. Moderna -1979)
Com base nesta afirmação, pode-se concluir que:
a) ambos são fatores incondicionais de progresso.
b) ambos são fatores de aceleração no ritmo da riqueza.
c) o homem acelera o progresso, mas a terra o limita.
d) a terra propicia riqueza, mas o homem a esgota.
e) ambas são fatores de progresso sob certas circunstâncias.

07) Leia o texto abaixo:
"Na década de 70, o ciclo de prosperidade do pós-guerra começou a dar sinais de esgotamento. A elevação brutal do preço do barril de petróleo, conseqüência dos dois "choques" (1973 e 1979), espalhou a recessão e elevou os patamares inflacionários das economias desenvolvidas. Ao mesmo tempo, a multiplicação das rendas petrolíferas engordava os cofres dos grandes bancos internacionais. A América Latina conheceu um período de declínio dos investimentos produtivos diretos; em compensação, o volume de empréstimos para o subcontinente não parou de crescer durante toda a década."
             Fonte: MAGNOLI, Demétrio. Para entender o MERCOSUL. São Paulo; Ed. Moderna, s/d.
No contexto acima, as conseqüências para o Brasil, na década de 80, foram:
a) o atraso tecnológico e o aumento da dívida externa.
b) o atraso no processo de industrialização e o aumento do valor das importações.
c) o aumento na produção de petróleo e a auto-suficiência no setor.
d) a entrada das multinacionais do setor automobilístico e o aumento da renda per capita.
e) os gastos excessivos com a importação do petróleo e exclusividade na compra desse produto do México.

08) No Hemisfério Norte, o inverno rigoroso e longo representa um fator limitante para a maior parte das espécies vegetais. Assim, a formação homogênea e pouco densa que fornece matéria-prima para a indústria de construção e de papel e celulose, ao ponto de, no Canadá, chegar a 10% das exportações do país, chama-se:
a) savana.
b) taiga.
c) tundra.
d) estepes.
e) cerrado.

09) Leia o texto abaixo:
          Um mito amazônico
No Anuário Estatístico de 1974, o IBGE relacionou o potencial hidráulico então estimado das bacias hidrográficas brasileiras. Os dados apresentam valores muito menores que os publicados nos anuários recentes para todas as bacias. A maior discrepância está nos valores relativos ao potencial da Bacia Amazônica: em 1974, o IBGE estimava esse potencial em escassos 6.300 megawatts (incluindo-se a Bacia do Tocantins). Em 1989, esse potencial foi estimado em 95.000 megawatts. Uma diferença da ordem de 1.500%, em apenas 15 anos!...
Fonte: MAGNOLI, Demétrio e ARAUJO, Regina. A Nova Geografia. São Paulo, Ed. Moderna, 1995.

O que melhor justifica a diferença de que trata o texto está expresso no que segue:
a) as agressões ambientais dos últimos vinte anos têm alterado radicalmente o ciclo das águas na região.
b) recentemente novos afluentes da margem esquerda do Amazonas foram descobertos.
c) conhece-se atualmente, um número muito maior de afluentes da margem direita do Amazonas.
d) há vinte anos imaginava-se que a Amazônia era uma planície homogênea recoberta por florestas.
e) a represa de Urubupungá (Rio Araguaia) aumentou extraordinariamente a capacidade hidráulica da região.

10) Analise o mapa abaixo.

A área assinalada no mapa é uma das três maiores regiões industriais do mundo que aparecem citadas na alternativa:
a) Centro-Oeste dos EUA, vale do Tejo, eixo Belgrado - Sofia.
b) Sudoeste dos EUA, vale do Ruhr, eixo Sevilha - Córdoba.
c) Nordeste dos EUA, vale do Ruhr, eixo Tóquio - Osaka.
d) Nordeste dos EUA, vale do Tejo, eixo Sevilha - Córdoba.
e) Planícies centrais dos EUA, vale do Nilo, eixo Tóquio - Osaka.