- FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS - FGV -
- PROVA DE HISTÓRIA - VESTIBULAR 2000 -

01) Os legisladores tiveram importância fundamental para apaziguar a crise social que se abateu sobre Atenas. Sólon, o segundo legislador, realizou, em 594 a.C., várias mudanças quanto ao critério de participação no poder. Entre elas podemos destacar:
a) a transformação dos costumes e tradições (transmitidas oralmente) em leis escritas;
b) a divisão da cidade em trinta grupos de demos;
c) a reserva dos direitos políticos para aqueles que tinham a capacidade de se armar como hoplitas;
d) o fim do monopólio de poder político dos eupátridas;
e) a criação do Conselho do Areópago para ser o guardião das leis.

02) Os romanos denominavam de bárbaros os povos que viviam fora de suas fronteiras, não tinham seus costumes nem estavam submetidos às suas leis. Entre os vários grupos de bárbaros que desarticularam o poder do Império Romano e se apossaram de sua parte ocidental, destacavam-se os germanos. Sobre a sociedade germânica, é incorreto afirmar que:
a) vivia do pastoreio e da agricultura de subsistência;
b) sua vida social era regulamentada pelos costumes (direito consuetudinário);
c) a instituição do Comitatus baseava-se em uma relação pessoal e de lealdade entre o chefe guerreiro
e seus soldados;
d) era uma sociedade primitiva, não conhecia o Estado;
e) era uma sociedade monoteísta.

03) "Os reinos bárbaros que emergiram da destruição do Império Romano tiveram curta duração. O reino dos ostrogodos e o dos vândalos foram conquistados pelo Império Bizantino. O reino dos visigodos acabou destruído pelos árabes. A heptarquia — sistema de governo de 7 reis, que só existiu na Inglaterra — anglo-saxônica — terminou subjugada pelos normandos. Apenas o Reino Franco deitou raízes e estruturou-se na Gália." (Mello e Costa. História Antiga e Medieval)
O texto refere-se ao período compreendido entre os séculos:
a) II e III a.C.;                  
d) V e XI;
b) III e V a.C.;                    e) II e VIII.
c) III e VI;

04) A unificação da Gália deu-se sob o controle de:
a) Clóvis, da dinastia merovíngia;
b) Carlos Magno, da dinastia carolíngia;
c) Carlos Magno, iniciador da dinastia merovíngia;
d) Carlos Martel, da dinastia capetíngia;
e) Filipe, o Belo, da dinastia carolíngia.

05) O surgimento do Islamismo permitiu à Arábia:
a) consolidar uma unidade política e religiosa, fortalecendo-a e possibilitando a expansão de seu
Império;
b) o fortalecimento e a propagação da primeira religião politeísta moderna;
c) a autonomia dos diversos Califados e, portanto, a difusão e fortalecimento de seus interesses
comerciais e religiosos;
d) centralizar os diversos Califados e, portanto, a expansão do politeísmo islâmico por todo o
Mediterrâneo;
e) unificar apenas religiosamente a região, permanecendo, portanto, os interesses comerciais dos
diversos Califados em conflito.

06) Sobre a formação do absolutismo na França, é incorreto afirmar que:
a) seus antecedentes situam-se, também, nos reinados de Filipe Augusto, Luís IX e Filipe IV, entre
os séculos XII e XIV.
b) fez-se necessária nesse processo a centralização dos exércitos, dos impostos, da justiça e das
questões eclesiásticas;
c) a abolição da soberania dos nobres feudais não teve um importante papel nesse contexto;
d) a Guerra dos Cem Anos foi fundamental nesse processo;
e) durante esse processo a aliança com a burguesia fez-se necessária para conter e controlar a
resistência de nobres feudais.

07) Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre a expansão marítima e comercial moderna, e assinale a alternativa correta.
I. O papel pioneiro na expansão marítima e comercial moderna foi dos Países Ibéricos, tendo
Portugal iniciado o feito.
II. O papel pioneiro na expansão marítima e comercial moderna foi dos Países Ibéricos, tendo a Espanha iniciado o feito.
III. As conquistas espanholas em África (Ilhas Canárias), durante o século XIV, demonstraram a força da Invencível Armada às demais nações européias.
IV. A Revolução de Avis foi um marco antecedente fundamental para essa expansão.
V. Bartolomeu Dias, navegador português, foi o responsável pela passagem pelo sul da África e
pela chegada às Índias.
a) Apenas as afirmações I, III e V estão corretas;
b) Apenas as afirmações I e IV estão corretas;
c) Apenas as afirmações II e V estão corretas;
d) Apenas as afirmações I, IV e V estão corretas;
e) Apenas as afirmações III, IV e V estão corretas.

08) Na ciência, na literatura e na pintura, representaram o Renascimento moderno (séculos XV e XVI), respectivamente:
a) Kepler, André Vesálio e Rabelais;
b) Copérnico, Shakespeare e Morus;
c) Lavoisier, Cervantes e Goya;
d) Newton, Rubens e da Vinci;
e) André Vesálio, Camões e Rafael.

09) Os 14 pontos apresentados pelo presidente norte-americano Woodrow Wilson, em janeiro de 1918, refletem alguns objetivos para a paz na Europa após a Grande Guerra. Entre eles destacou-se a:
a) determinação da independência da Hungria, da Polônia, da Iugoslávia e da Tchecoslováquia;
b) autorização para que os franceses passassem a controlar a Síria, e os ingleses, a controlar a
Mesopotâmia e a Palestina;
c) correção do episódio que tinha perturbado a paz mundial por muito tempo e determinava a
devolução do território da Alsácia-Lorena à França;
d) incorporação da Eslováquia à República Theca;
e) determinação de que a Bulgária cedesse para a Romênia, a Iugoslávia e a Grécia, a maior parte
dos territórios anexados durante as guerras balcânicas.

10) Em abril de 1917, o líder bolchevique Lenin, exilado em Zurique (Suíça), voltou à Rússia lançando as Teses de Abril. Nesse programa político é incorreto afirmar que Lenin propunha a/o:
a) formação de uma República de sovietes;
b) concessão à defesa nacional, dando total apoio ao governo provisório;
c) nacionalização dos bancos e das propriedades privadas;
d) reconstituição da Internacional;
e) controle da produção pelos operários.

11) Operação Condor foi o nome dado ao plano integrado de repressão aos opositores das ditaduras militares-civis implantadas na América Latina durante os anos 60 e 70. Este operativo transnacional, dos serviços de inteligência e das polícias políticas, foi responsável por muitas prisões ilegais, torturas, seqüestros e desaparecimentos de cidadãos de diferentes países deste continente.
Participaram ativamente da Operação Condor os seguintes países:
a) Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai;
b) Argentina, Bolívia e Chile;
c) Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai;
d) Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Peru e Paraguai;
e) Brasil, Bolívia, Chile e Paraguai.

12) Leia atentamente as afirmações abaixo sobre a Globalização e os Blocos Econômicos e assinale a alternativa correta:
I. a desagregação do mundo soviético e, portanto, do bloco socialista reforçou política e ideologicamente os princípios do liberalismo.
II. a remoção das barreiras alfandegárias e o fim das diversas formas de protecionismo reforçaram
a tendência da unificação dos mercados.
III. a maior potência da Comunidade Econômica Européia é a Inglaterra.
IV. em 1994, o presidente Clinton conseguiu que o Congresso americano aprovasse a criação de um mercado
comum — NAFTA, reforçando as ligações comerciais entre o Canadá e os Estados Unidos.
V. na América do Sul foi criado o MERCOSUL com a intenção de eliminar os empecilhos à circulação
de produtos, pessoas e capitais entre o Brasil, o Uruguai, a Argentina e o Chile.
a) Apenas II, III e IV estão corretas;
b) Apenas I e II estão corretas;
c) Apenas II, IV e V estão corretas;
d) Apenas III, IV e V estão corretas;
e) Apenas I, III e V estão corretas.

13) Em dezembro de 1987, após décadas de impasses nas relações entre soviéticos e norte-americanos, foi assinado em Washington, entre Ronald Reagan e Mikhail Gorbatchev, um acordo que estipulava:
a) o desenvolvimento mútuo de um complexo sistema tecnológico avançado em defesa de mísseis
nucleares;
b) a retirada dos conselheiros soviéticos da Nicarágua;
c) a ajuda econômica norte-americana no campo tecnológico e da biotecnologia à URSS;
d) a desaceleração da corrida armamentista, por prever a destruição dos mísseis atômicos;
e) a retirada do contingente militar norte-americano do Afeganistão.

14) A reconstrução da Europa, após as guerras napoleônicas, foi direcionada pelo Congresso de Viena. É incorreto afirmar que ele estabeleceu a:
a) criação de um pacto militar internacional (Santa Aliança) para intervir onde houvesse manifestações
revolucionárias;
b) devolução dos territórios conquistados pela França, desde a Revolução;
c) desobrigação de pagamento de indenização pelos franceses por terem ocupado territórios de outros
países;
d) restauração da monarquia dos Bourbon na França;
e) autonomia da Itália e da Alemanha, divididas e submetidas à hegemonia húngara.

15) O princípio do Uti possidetis esteve presente como base à solução dos conflitos de fronteira entre Portugal e Espanha no século XVIII. O resultado efetivo dessa negociação foi o Tratado de Madri (1750), que definiu, no caso brasileiro, limites territoriais muito próximos dos atuais. Foi o principal articulador desse tratado/princípio:
a) Diego de Mendonça Corte Real;
b) Francisco Pereira Coutinho;
c) Luís Antônio de Sousa;
d) Alexandre de Gusmão;
e) João VI.

16) É pena — e historiograficamente ultrapassado — que, havendo tantos aspectos importantes a serem abordados em relação aos tratados de limites, a questão tenha se limitado a perguntar o nome do negociador. Faz já algumas décadas que se descobriu que decorar nomes e datas não implica saber histórico. Entre as mudanças operadas no Brasil pela intervenção do Marquês de Pombal estão a/o:
a) criação da Companhia Geral do Grão-Pará e Maranhão, a exploração direta das minas de diamante
e o incentivo à ampliação dos colégios jesuíticos;
b) expulsão da Companhia de Jesus, a extinção das capitanias hereditárias e a redução dos impostos
coloniais;
c) exploração direta da minas de diamante, a extinção da Companhia Geral do Grão-Pará e
Maranhão e a criação do Estado do Maranhão;
d) apoio e financiamento da Companhia de Jesus, a redução de impostos coloniais e a extinção da
Companhia Geral do Grão-Pará e Maranhão;
e) incentivo às instalações manufatureiras na Colônia, a expulsão da Companhia de Jesus e a criação
da Companhia Geral do Grão-Pará e Maranhão.

17) "A propagação das idéias republicanas, antiportuguesas e federativas (...) ganhou ímpeto com a presença no Recife de Cipriano Barata, vindo da Europa, onde representava a Bahia nas Cortes. É importante ressaltar (...) o papel da imprensa na veiculação de críticas e propostas políticas (...). Os Andradas, que tinham passado para a oposição depois das medidas autoritárias de D. Pedro, lançaram seus ataques através de O Tamoio; Cipriano Barata e Frei Caneca combateram a monarquia centralizada, respectivamente na Sentinela da Liberdade e no Tífis Pernambucano." (Boris Fausto. História do Brasil)
A conjuntura exposta no texto acima refere-se à emergência da:
a) Rebelião Praieira;
b) Cabanagem;
c) Balaiada;
d) Sabinada;
e) Confederação do Equador.

18) O acerto do funding loan, entre o presidente Campos Sales e a Casa Rothschild, representou para a economia brasileira:
a) as condições necessárias para o primeiro investimento industrial do país;
b) uma reacomodação da dívida brasileira com os EUA, que permitiu subsidiar por mais alguns
anos os cafeicultores paulistas;
c) um novo empréstimo e a suspensão da amortização do débito até 1911;
d) o fim do ciclo de dependência em relação aos banqueiros ingleses, com o perdão da dívida e a
amortização dos juros até 1930;
e) uma política deflacionária que estabilizou o país pelas décadas seguintes.

19) Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre o Tenentismo, e assinale a alternativa correta.
I. O Movimento Tenentista (1922-1927) obteve, ao longo de sua marcha de sul ao norte do país, amplo apoio popular, destacando-se a adesão de operários anarquistas e socialistas à marcha.
II. Os únicos sobreviventes do Levante do Forte de Copacabana (1922) foram os tenentes Antônio Siqueira Campos e Eduardo Gomes, que se tornou, décadas depois, ministro da Aeronáutica da Ditadura Militar.
III. O Tenentismo representou um descontentamento das camadas médias urbanas com a política excludente das oligarquias cafeeiras.
IV. É no campo do chamado Movimento Tenentista que emerge o mito do Cavaleiro da Esperança, atribuído a Luís Carlos Prestes, comandante de importante coluna que percorreu 25 mil
quilômetros através de 13 Estados do país.
V. Os tenentes tinham um plano claro e objetivo para a tomada do poder e o estabelecimento de uma nova ordem social com ampla participação popular.

a) Apenas as afirmações I, III e V estão corretas;
b) Apenas as afirmações II, III e IV estão corretas;
c) Apenas as afirmações II, III e V estão corretas;
d) Apenas as afirmações I, III e IV estão corretas;
e) Apenas as afirmações III, IV e V estão corretas.

20) "Perdendo o terreno na luta mobilizatória, os golpistas militares e civis aceitaram uma solução de compromisso aprovada no Congresso: a instauração do regime parlamentarista. Entre os dias 5 e 7 de setembro, Jango retornou a Brasília, prestou juramento como presidente da República e iniciou um governo extremamente tenso e instável." (Edgard Luiz de Barros. O Brasil de 1945 a 1964)
Esta "perda de terreno na luta mobilizatória", à qual o texto se refere, é:
a) ampla participação dos trabalhadores no comício da Central do Brasil, em apoio às medidas nacionalistas propostas pelo presidente Jango;
b) denominada Rede da Legalidade, liderada por Leonel Brizola, com apoio de outros governadores
e do III Exército, pela posse constitucional de Jango;
c) ampla participação de diferentes setores sociais progressistas na Marcha da Família com Deus
pela Liberdade na defesa do parlamentarismo, como uma saída controlada para a posse de Jango;
d) articulação de Tancredo Neves com parlamentares, radicalizando-os contra os militares e civis
golpistas, em prol da política proposta por Jango;
e) apoio e, simultaneamente, paralisação, por 72 horas, de trabalhadores da cidade e do campo pela
posse de Jango.