- UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - UFMG -
- PROVA DE HISTÓRIA - VESTIBULAR 2001 -

01) No amplo conjunto de transformações ligadas ao advento do mundo moderno, destaca-se um fenômeno que pode ser chamado Revolução Científica. Tal processo, relacionado ao trabalho de homens como Kepler, Copérnico e Newton, entre outros, levou a profundas mudanças nas concepções acerca da construção do saber. Considerando-se as condições que tornaram possível o advento da Revolução Científica, é CORRETO afirmar que
a) a renovação da ciência foi estimulada pela queda do absolutismo russo, que
abriu a Europa Oriental ao contato com o Ocidente.
b) as descobertas da ciência moderna se tornaram viáveis a partir de uma postura
de completo rompimento com o passado.
c) o trabalho dos cientistas foi facilitado pelo processo de crescimento da influência
exercida pela Igreja Católica.
d) os avanços científicos foram estimulados pelas tendências humanista e
racionalista emergentes na época.

02) O século XVII é decisivo na história da Inglaterra. É a época em que a Idade Média chega ao fim.
HILL, Christopher. O eleito de Deus. São Paulo: Companhia das Letras, 1988. p. 13.

Considerando-se que o marco tradicional do final da Idade Média é o século XV, tal afirmação sobre esse período da história inglesa justifica-se em razão da
a) derrota da Igreja Católica, com a ascensão do anglicanismo e sua adoção como
religião oficial do Estado.
b) instauração da república liberal e presidencialista, que se consolidou no poder,
apesar da oposição monárquica.
c) unificação da Inglaterra que, sob um monarca absoluto, superou a fragmentação
política feudal.
d) vitória da Revolução Inglesa, que aboliu direitos feudais e submeteu o rei ao
poder do Parlamento.

03) Leia estes trechos de documentos relacionados ao Brasil Colonial, atentando para os processos históricos a que se referem:
I -
... a grande constância de outros, desprezando as inclemências do tempo, desatendendo ao trabalho das marchas, vencendo os descômodos da vida, e perdendo o temor aos assaltos, continuavam a cortar bosques, a abrir caminhos, a penetrar sertões, a combater com o gentio bárbaro, fazendo a muitos e algumas mulheres prisioneiros...
II - ... quem vir na escuridão da noite aquelas fornalhas tremendas, perpetuamente ardentes; as labaredas que estão saindo a borbotões de cada uma pelas duas bocas, ou ventas, por onde respiram o incêndio; os etíopes, ou cíclopes, banhados em suor tão negros como robustos que subministram a grossa e dura matéria ao fogo [...] não poderá duvidar, ainda que tenha visto Etnas e Vesúvios, que é uma semelhança de inferno.
III - Ali ignora-se o uso da verruma, o método de conhecer o interior e as diversas camadas de terras: as ciências naturais, a mineralogia, a química, o conhecimento da mecânica, das leis do movimento e da gravidade dos corpos, tudo está ali muito na sua infância; das máquinas hidráulicas apenas se conhece ainda muito
imperfeita, a que, pela sua figura e construção, chamam rosário...
IV - ... o conde enriqueceu e ornou com edifícios vilas e cidades. Construiu pontes e palácios para utilidade e beleza. Erigiu, em parte por sua munificência, um templo para a piedade e para o serviço divino. Teve consigo e favoreceu, na paz e na guerra, os mais eminentes artistas [...] para que eles mostrassem, vencidos, [...]
os lugares, as terras e as cidades que ele próprio vencesse.

Os trechos I, II, III e IV fazem referência, respectivamente,
a) à ação dos quilombolas, aos motins coloniais, às atividades agrícolas indígenas
e à construção da cidade de Salvador.
b) à pecuária, ao batuque dos negros, à arte naval portuguesa e à transferência da
Corte portuguesa para o Rio de Janeiro.
c) ao bandeirantismo, aos engenhos de açúcar, às técnicas de mineração e à
presença holandesa no nordeste açucareiro.
d) ao tráfico negreiro, aos rituais indígenas, às moendas de açúcar e à urbanização
das vilas das Minas Gerais.

04) Leia este trecho de documento:
Mando que todos e quaisquer naturais ou moradores dos meus reinos e
domínios de qualquer estado, sexo ou condição que seja que (na boa fé de que se trata somente de espiritualidade) se acharem ou incorporados na dita companhia chamada de Jesus ou nela professar ou associar a alguma confraria que haja sido estabelecida debaixo da direção da mesma companhia, sejam obrigados debaixo de penas a se manifestarem aos juízes e magistrados, depois dos quais serão as penas irremissivelmente neles executadas.
Palácio de Nossa Senhora D™Ajuda, 28 de agosto de 1767.

Esse trecho faz referência à conjuntura da
a) expulsão dos jesuítas das colônias portuguesas, em razão da política do Reino
de reafirmar a subordinação da Igreja ao Estado.
b) guerra entre Portugal e França, devido ao avanço das idéias defendidas pelos
huguenotes nos reinos portugueses.
c) proibição da presença de ordens religiosas regulares nos países ibéricos,
determinada pela bula papal Animarum Saluti.
d) visitação do Santo Ofício aos domínios ultramarinos de Portugal, em busca de
hereges, integrantes de confrarias e irmandades.

05) Considerando-se a formação dos Estados nacionais na América Latina, é CORRETO afirmar que
a) as ilhas caribenhas de colonização espanhola, seguindo o exemplo do Continente,
se emanciparam da Metrópole nas primeiras décadas do século XIX.
b) os Estados emergentes mantiveram as fronteiras que separavam os Vice-Reinos
e as Capitanias-Gerais, unidades administrativas do Império Espanhol.
c) os novos Estados adotaram a república, com exceção do México e do Haiti,
com suas breves experiências monárquicas, e do Brasil.
d) os novos Estados se consolidaram lentamente, superando numerosos
obstáculos, mas mantendo a ordem política e a unidade nacional.

06) A organização do sistema político foi objeto de discussões e conflitos ao longo do período imperial no Brasil. Com relação ao contexto histórico do Brasil Imperial e aos problemas a ele relacionados, é CORRETO afirmar que
a) a centralização do poder foi objeto de sérias disputas ao longo de todo o século
XIX e explica várias contendas internas às elites imperiais, como a Rebelião Praieira.
b) o Constitucionalismo ganhou força, fazendo com que o Legislativo, o Executivo
e o Judiciário se tornassem independentes e harmônicos, o que atendia às queixas dos rebeldes da Balaiada.
c) o Federalismo de inspiração francesa e jacobina foi uma das principais bandeiras
do Partido Liberal, a partir da publicação do Manifesto Republicano, o que explica, entre outras, a Revolução Liberal de 1842.
d) os movimentos de contestação armada Œ como a Revolução Farroupilha, a
Sabinada ou a Cabanagem Œ tinham em comum a crítica liberal às tendências absolutistas, persistentes no governo de D. Pedro II.

07) Considerando-se as relações entre a América Latina e os Estados Unidos a partir de meados do século XIX, é CORRETO afirmar que
a) a abertura do canal no estreito do Panamá possibilitou o desenvolvimento de
relações comerciais equilibradas entre as Américas.
b) a consolidação dos Estados antilhanos e centro-americanos viabilizou o apoio
constante do Governo norte-americano às democracias dessa região.
c) a derrota do México, na guerra com os Estados Unidos, significou a perda de quase metade do território mexicano para este país.
d) a política do big stick, implementada pelo Presidente Theodore Roosevelt, visava estreitar o diálogo diplomático entre os países americanos.

08) Revolta da Vacina é o nome pelo qual ficou conhecido o conjunto de manifestações populares ocorridas, no Rio de Janeiro, no início do século XX, em oposição à lei de vacinação obrigatória contra a varíola. Os conflitos, ocorridos a partir de novembro de 1904, tinham como um dos principais pontos de tensão a oposição entre alguns interesses de diferentes setores da população e as políticas públicas que se implementavam no alvorecer da República no Brasil.
Considerando-se esse movimento, é CORRETO afirmar que os revoltosos
a) almejavam a restauração da Monarquia, que, embora aristocrática em suas
bases, não havia chegado, ao longo do século XIX, a tão exacerbado ato de autoritarismo.
b) lutavam contra o progresso que, segundo o entendimento da época,
inevitavelmente acentuaria o processo de exclusão social já vigente na Primeira República.
c) pretendiam a deposição do Presidente da República, membro da oligarquia
paulista e autor da medida autoritária que implementou a vacinação obrigatória em todo o País.
d) sustentavam a necessidade de se resguardarem aspectos da vida privada e da
moralidade da população, que julgavam ameaçados pela política de Saúde Pública.

09) Da libertação do nosso espírito, sairá a arte vitoriosa. E os primeiros anúncios da nossa esperança são os que oferecemos aqui à vossa curiosidade. São estas pinturas extravagantes, estas esculturas absurdas, esta música alucinada, esta poesia aérea e desarticulada. Maravilhosa aurora!
Com essas palavras, o escritor Graça Aranha abriu as atividades da Semana de
Arte Moderna, realizadas no Teatro Municipal de São Paulo, entre 13 e 17 de fevereiro de 1922. Um dos objetivos dos promotores desse evento era
a) escandalizar a sociedade, considerada retrógrada, reunindo um conjunto de
obras e artistas inovadores.
b) lançar as bases de uma produção artística em moldes acadêmicos, pois, no
Brasil, se valorizava tradicionalmente a produção cultural popular.
c) tornar a arte e os produtos culturais mais próximos dos operários, com quem os
artistas radicais se identificavam.
d) trazer ao País uma amostra das vanguardas européias, mediante a apresentação
de obras de artistas estrangeiros.

10)
     Em 1934, Getúlio Vargas criou o Departamento de Propaganda e Difusão
Cultural junto ao Ministério da Justiça, esvaziando o Ministério da Educação não só da propaganda, mas também do rádio e do cinema. A decisão tinha como objetivo colocar os meios de comunicação de massa a serviço direto do poder executivo, iniciativa que tinha inspiração direta no recém-criado Ministério da propaganda alemão. Este foi o embrião do DIP [...]
    
Em 1939, as atribuições do extinto Departamento de Propaganda e Difusão Cultural passaram para o Departamento de Imprensa e Propaganda, criado
nesse ano.
CAPELATO, Maria Helena. Propaganda Política e Controle dos Meios de Comunicação.In:
PANDOLFI, Dulce. (Org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 1999. p.172.

Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que, durante o Estado Novo, o Departamento de Imprensa e Propaganda-DIP foi responsável pela
a) ampliação do raio de atuação do Estado e das suas formas de intervenção no
âmbito da cultura.
b) desativação do sistema de comunicação encarregado da difusão das diretrizes
econômicas do regime.
c) restrição à utilização do rádio e da imprensa para a difusão da propaganda
política estado-novista.
d) utilização da cultura como um instrumento a serviço da divulgação dos ideais
democráticos.

11) Considerando-se as relações internacionais com Cuba após a vitória da Revolução, em 1959, é CORRETO afirmar que
a) o Governo norte-americano estabeleceu, progressivamente, retaliações políticas
e econômicas ao regime socialista cubano, acabando por romper relações diplomáticas com a Ilha.
b) o Governo soviético, envolvido com os problemas econômicos e políticos internos,
não forneceu aos cubanos o apoio necessário para sustentar o regime socialista.
c) o regime revolucionário cubano contou com o apoio da maioria dos países da
América Latina, numa fase em que o Continente presenciava a ascensão de governos nacionalistas.
d) os governos socialdemocratas europeus apoiaram firmemente o novo regime
cubano, com o objetivo de contrabalançar o papel hegemônico dos Estados Unidos nas Américas.

12) A radicalização política dos anos 60, antecipada por contingentes menores de dissidentes culturais e marginalizados sob vários rótulos, foi dessa gente jovem, que rejeitava o status de crianças e mesmo de adolescentes (ou seja, adultos ainda não inteiramente amadurecidos), negando ao mesmo tempo humanidade plena a qualquer geração acima dos trinta anos de idade, com exceção do guru ocasional.
HOBSBAWM, Eric J. Era dos extremos: o breve século XX (1914-1991).
São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p.318.

A "cultura jovem" e as rebeliões juvenis dos anos 60 deste século caracterizaram-se por
a) criticar, de forma aguda, as velhas gerações, sob a acusação de terem
abandonado o respeito às tradições.
b) enrijecer as estruturas do ensino universitário, à medida que estimularam a
união dos conservadores.
c) provocar mudanças nos comportamentos e valores das sociedades ocidentais,
notadamente no terreno da sexualidade.
d) recusar a ação política como meio para atingir as transformações, na convicção
de que o futuro traria soluções.

13) A partir de 1966, Mao Tse-Tung promoveu uma "revolução dentro da revolução", que ficou conhecida como Revolução Cultural. Essa Revolução notabilizou-se por
a) favorecer a ascensão de Deng Xiaoping, que assumiu a liderança da nova revolução
e a direção das atividades dos grupos mais radicais.
b) flexibilizar as teses políticas de Mao Tse-Tung, que passou a contar com o
apoio dos Guardas Vermelhos, orientados para fortalecer o poder do Partido Comunista.
c) fortalecer o culto à personalidade de Mao Tse-Tung, transformado em autoridade
absoluta com a ajuda do Livro Vermelho, que difundia suas teses revolucionárias.
d) inspirar um movimento de preservação do patrimônio cultural chinês, que protegeu
pinturas, obras de caligrafia, museus, palácios, templos e túmulos antigos.

14) Observe este quadro:

Estado Acampamentos %
PA 10 2,0
TO 7 1,4
RO 8 1,6
AL 31 6,2
BA 39 7,8
CE 3 0,6
MA 13 2,6
PB 13 2,6
PE 133 26,5
PI 7 1,4
RN 13 2,6
SE 34 6,7
DF 1 0,2
GO 9 1,8
MS 4 0,8
MT 5 1,0
ES 5 1,0
MG 7 1,4
RJ 7 1,4
SP 30 6,0
PR 103 20,6
RS 6 1,2
SC 13 2,6
TOTAL 501 100
FONTE: MST, em 7 de julho de 1999. Publicado em Época, 26 de jul. 1999. (Quadro adaptado)

Tomando-se como referência os dados contidos nesse quadro, é CORRETO afirmar que
a) a concentração de, aproximadamente, 20% dos acampamentos em um único
Estado do Sul se explica pela presença maciça, nessa região, de grandes propriedades destinadas à produção de soja, vocação herdada do período colonial.
b) o índice de cerca de 10% de acampamentos, observado nos Estados do
Sudeste, deriva da histórica homogeneidade, nessa região, dos estabelecimentos agrícolas e pastoris, com o predomínio de unidades de trabalho familiar dedicadas à policultura.
c) o número mais expressivo de acampamentos é observado em um Estado da
Federação historicamente constituído por latifúndios monocultores e com larga tradição de luta dos camponeses contra os grandes proprietários.
d) o pequeno número de acampamentos nos Estados do Norte e do Centro-Oeste
é resultado da ausência de latifúndios nessas regiões, derivada da colonização tardia e da generalização de frentes de trabalho.

 

 

 

15) Observe esta charge:

Hoje em Dia, 26 maio 2000.

Nessa charge, pretende-se
a) caracterizar a impunidade das forças repressivas no Brasil nas suas ações
arbitrárias, impetradas nas favelas de grandes cidades, contra o crime organizado, liderado por agentes do narcotráfico.
b) denunciar as ações das forças militares brasileiras, apoiadas pelas agências
multinacionais monitoradoras da economia do País, contra os movimentos estudantis dos anos 90 deste século.
c) enfatizar a constante repressão do Exército às manifestações populares,
estampando os violentos conflitos com os indígenas nas comemorações dos 500 anos do Brasil.
d) generalizar as situações de repressão no País, associando-as à colaboração
do Brasil com países sul-americanos, no enfrentamento aos movimentos contrários às ditaduras militares nos anos 70 deste século.