teoria arrhenius

dissociação e ionização





Compartilhe a VWP


Teoria Arrhenius

Por volta de 1887, Svante Arrhenius verificou, por meio de experimentos, que algumas soluções aquosas conduziam corrente elétrica e outras não. Por exemplo, o que acontecerá se introduzirmos dois fios condutores ligados a um gerador numa solução aquosa de cloreto de sódio (NaCl) ou se os introduzirmos numa solução aquosa de sacarose (C12H22O11)?

1º Exemplo:

A lâmpada não acende, provando que a solução aquosa de sacarose não possibilita a passagem de corrente elétrica. Este tipo de solução é chamada de solução não eletrolítica.

As substâncias (no caso a sacarose) que não produzem íons quando em solução aquosa são chamadas de não-eletrólitos.

Os não-eletrólitos são sempre moleculares.


2º Exemplo:

A lâmpada acende, provando que há passagem de corrente elétrica através da solução. Esse tipo de solução é chamado de solução eletrolítica .

As substâncias (no caso o NaCl) que produzem íons quando em solução aquosa são chamadas eletrólitos.

Os eletrólitos podem ser iônicos (NaCl) ou moleculares (HCl).
Teoria Arrhenius
Teoria de Arrhenius


1. Dissociação e Ionização

Quando um eletrólito é iônico, a sua dissolução em água possibilita a separação dos íons do retículo cristalino. Esse fenômeno é chamado dissociação iônica.

Exemplo: NaCl Arrhenius Na+ + Cl-


Quando um eletrólito é molecular, a sua dissolução em água possibilita a formação de íons, devido à reação das moléculas da substância dissolvida com as moléculas de água. Esse fenômeno é chamado de ionização.

Exemplo

HCl + H2O H3O+ + Cl-


Simplificadamente, podemos escrever segundo o modelo de Arrhenius:

HCl H+ + Cl-

 

2. Grau de Ionização (ou de Dissociação Iônica)

Verifica-se que a condutividade elétrica em soluções de NaCl e HCl é alta e que em soluções de HF a condutividade é muito baixa, embora mais alta do que a da água pura. Isso nos leva a concluir que nem todas as moléculas de HF estão ionizadas. Assim, temos dois tipos de eletrólitos:

– Eletrólitos fortes: existem somente (ou praticamente) como íons em solução.

Exemplo: NaCl, HCl

Eletrólitos fracos: existem como uma mistura de íons e moléculas não-ionizadas em solução.

Exemplo: HF

A grandeza que mede a quantidade em porcentagem das moléculas que sofrem ionização é chamada grau de ionização (a).

Teoria Arrhenius        Teoria Arrhenius

Fonte: Professor Paulo César, do site Portal de Estudos em Química (reprodução devidamente autorizada ao portal VestibulandoWeb).

Leia mais...

» Prova resolvida da Unicamp 2010
» Prova resolvida da Unicamp 2009
» Prova resolvida de Química da UFV 2010
» Material teórico sobre Estrutura Atômica
» Material teórico sobre Propriedades Periódicas.
» Guia de estudo de Química. Veja dicas para não perder tempo.

Vestibulando Web - Copyright 1999-2010. Todos os direitos reservados.
Teoria de Arrhenius

Ponto.Br