Fuvest divulga livros do Vestibular 2019

Atualizada em: 08/11/2018

A Fuvest mudou a obra de Eça de Queirós para o Vestibular 2019: sai A cidade e as serras e entra A relíquia

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) divulgou a lista de livros indicados para o Vestibular 2019. Este vestibular é um dos mais concorridos do Brasil, pois seleciona para os cursos de graduação da Universidade de São Paulo (USP).

Algumas obras literárias são cobradas desde o Vestibular de 2017: Iracema, Memórias póstuma de Brás Cubas, O cortiço, Vida Secas e Claro Enigma. Outros livros foram indicados pela primeira vez 2018: Minha vida de Menina, Sagarana e Mayombe.

A novidade para o Vestibular de 2019 é A Relíquia, escrito por Eça de Queiroz. Confira a lista completa de obras que serão cobradas no próximo vestibular da Fuvest:

- Iracema, de José de Alencar

- Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machamado de Assis

- A relíquia, de Eça de Queirós

- O cortiço, de Aluísio Azevedo

- Vidas Secas, de Graciliano Ramos

- Minha vida de menina, de Helena Morley

- Claro enigma, de Carlos Drummond de Andrade

- Sagarana, de José Guimarães Rosa

- Mayombe, de Pepetela

Estudo das obras literárias

Sendo um dos Vestibulares mais disputado do país, nunca será cedo demais para começar os estudos. É importante que o estudante faça a leitura das obras e faça uma análise, comparando o período histórico e político das obras.

Obras em domínio público

No entanto, nada substitui o contato direto e completo com a obra em questão. Com as facilidades proporcionadas pela internet, os livros que estão em domínio público podem ser encontrados em formato PDF e baixado gratuitamente.

Da relação da Fuvest 2019, estão em domínio público e podem ser encontrados na internet, os seguintes livros: IracemaMemórias Póstumas de Brás Cubas; e O Cortiço

Como Estudar as obras literárias para o Vestibular Fuvest 2019

Quem já fez as provas da Fuvest nas duas últimas edições já teve contato com a maior parte dos livros, mas é importante estar atento aos detalhes.

1. Ler os livros: sugerimos que façam a leitura de resumos e análise das obras, mas nada substitui a leitura de toda a obra.

2. Além do enredo, o leitor deve estar atento a toda a estrutura do texto: o narrador, o tempo da narrativa, o ambiente em que se dá a história, etc. Todos esses detalhes podem, de alguma forma, influenciar a trama.

3. É importante que o vestibulandos entendam bem o movimento literário ao qual a obra pertence. As questões do vestibular vão além da história e exigem conhecimento sobre os aspectos daquela corrente literária. O contexto da obra está diretamente influenciado pelo movimento.

4. Ler é um hábito, por isso, recomenda-se leitura diária de alguns trechos dos livros. Segundo ele, de 30 a 45 de minutos de leitura, fazendo uma análise da história, torna o estudante apto às provas.

5. Por último, não existem obras mais ou menos importantes, o estudante deve ler todos livros indicados para o Vestibular.

 

Comentários