Questões sobre Briófitas e Pteridófitas

Atualizada em: 08/02/2018

Briófitas e Pteridófitas. Simulado com questões atualizadas e comentadas de biologia sobre Briófitas e Pteridófitas

01) (UFJF)  Em um canteiro de samambaias ornamentais, surgiram insetos que se alimentam dos prótalos formados. Como consequência imediata dessa ação, pode-se esperar que:

A) não haverá mais a produção de esporângios e a formação de esporos diploides.

B) haverá redução na formação de soros e, consequentemente, novos prótalos não serão formados.

C) não haverá formação de arquegônios e esporângios, interrompendo o ciclo reprodutivo.

D) não haverá formação de anterídeos e, portanto, novos esporos não serão formados.

E) não haverá formação de zigotos e, como resultado, novos esporófitos não serão formados

02) (FAI/2015) Analise a figura.

Briófitas e Pteridófitas

As estruturas 1 e 2 indicam as duas etapas reprodutivas de um determinado grupo vegetal que não apresenta vasos condutores.

No grupo vegetal ilustrado, a estrutura

A) 2 é produtora de esporos.

B) 1 é gerada a partir da fecundação.

C) 1 é produtora de grãos de pólen.

D) 2 é gerada a partir da germinação da semente.

E) 1 é produtora de óvulos e sementes.

03) (UEPB/2012) Observe o esquema simplificado do ciclo de vida de um musgo. A partir da observação realizada e dos conhecimentos científicos sobre as briófitas, analise as proposições que seguem, colocando V (Verdadeira) ou F (Falsa).

Ciclo de vida de um musgo

(  ) As briófitas fixam-se ao substrato através de rizoides (I), sendo que estes têm também a função de absorção de água e sais minerais. Como as briófitas são avasculares, a distribuição dessas substâncias pelo corpo da planta se dá célula a célula, por difusão.

(  ) As briófitas apresentam alternância de gerações, isto é, geração haploide (II), formadora de gametas – fase gametofítica, que é sempre a mais desenvolvida, e geração diploide (III), formadora de esporo – fase esporofítica, que cresce sobre o gametófito, dependendo dele para sua nutrição.

(  ) A maioria das espécies de musgos tem sexos separados; o gametângio masculino (V) recebe o nome de arquegônio e o gametângio feminino (IV) recebe o nome de anterídio.

(  ) Em (VI) está representado o processo de eliminação dos esporos formados, por meiose, no interior da cápsula do esporófito, que corresponde, portanto, a um esporângio. Estes esporos, após a germinação, originarão gametófitos.

(  ) As briófitas dependem da água para a reprodução. A fecundação ocorre quando gotículas de água, ao atingirem o ápice do gametófito masculino, fazem com que os anterozoides sejam lançados para fora da planta, atingindo o ápice de uma planta feminina, nadem em direção à oosfera e, lá chegando, ocorre a fecundação. O embrião (VII) formado dará origem ao esporófito.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.

A) V F V V F

B) F F V V F

C) V F F V V

D) V F F F V

E) F V F V V

04) (UNISC/2013) Com relação às briófitas, é correto afirmar que são

A) criptógamas vasculares, com gametófito haploide e  independente do esporófito diploide.

B) criptógamas vasculares que apresentam  esporófito  diploide  e independente do  gametófito.

C) criptógamas avasculares, com esporófito haploide e  independente do gametófito.

D) criptógamas avasculares, com esporófito diploide e  dependente do gametófito haploide. 

E) criptógamas avasculares, com esporófito diploide e  de vida livre. 

05) (UFVJM) Analise a ilustração abaixo.

Ciclo reprodutivo de musgo

Trata-se de três estruturas (1, 2 e 3) presentes no ciclo reprodutivo de dois indivíduos adultos, de sexos diferentes, de uma espécie de musgo.

Com base nessa análise e supondo-se que os esporos produzidos por essa espécie apresentem seis cromossomos, os números de cromossomos presentes em 1, 2 e 3 são, respectivamente,

A) 24, 12 e 12

B) 12, 6 e 6

C) 6, 12 e 12

D) 12, 12 e 6

06) (UFMG) Observe estes vegetais:

Vegetais abundantes em regiões chuvosas

Os vegetais I e II são abundantes em regiões chuvosas ou que se caracterizam por alto teor de umidade, como as matas. Em ambientes secos, porém, a presença de I torna-se rara, enquanto a de II é mais frequente.

A presença de II também em ambientes secos pode ser explicada por todos os seguintes fatores, EXCETO:

A) Presença de folhas com cutículas.

B) Presença de raízes verdadeiras.

C) Existência de sistema de transporte de água e seiva.

D) Independência da água para a fecundação.

07) (MACKENZIE/2016.2) Briófitas e Pteridófitas são denominadas plantas criptogâmicas, o que significa que são plantas que não têm flores.

A respeito desses dois grupos de vegetais, são feitas as seguintes afirmações.

I. Nas Pteridófitas, a meiose é espórica, enquanto que nas Briófitas ela é gamética.

II. Nas Briófitas, o gametófito é mais desenvolvido do que o esporófito e nas Pteridófitas é o inverso.

III. Nas Pteridófitas, há tecidos condutores especializados, enquanto que nas Briófitas eles não existem.

IV. Nas Pteridófitas, o esporófito é sempre diploide, enquanto que nas Briófitas ele é sempre haploide.

Estão corretas, apenas,

A) I e II.

B) I e III.

C) II e III.

D) I e IV.

E) II e IV.

08)  (UNIMONTES/2010) A história da evolução das plantas está relacionada com a ocupação do ambiente terrestre e, portanto, com o aumento da independência da água. As primeiras plantas a ocuparem o ambiente terrestre foram as samambaias, licopódios, cavalinhas e outras pteridófitas. Considerando as aquisições ligadas à vida na Terra, as características abaixo diferem das plantas avasculares, EXCETO:

A) Vasos lenhosos impregnados de lignina.

B) Ciclo de vida com alternância de gerações.

C) Geração esporofítica maior que a gametofítica.

D) Possibilidade de atingirem grande porte.

09) (UFLA) Sobre os ciclos de vida das briófitas e pteridófitas, analise as afirmativas:

I. Em pteridófitas, predomina a fase gametofítica e, em briófitas, a fase esporofítica.

II. Ambos os grupos dependem de água líquida para que ocorra a fecundação da oosfera pelo anterozoide.

III. Os esporos formados pelo esporófito são haploides nas briófitas e diploides nas pteridófitas.

Assinale a alternativa CORRETA.

A) Nenhuma afirmativa está correta.

B) Somente as afirmativas I e II estão corretas.

C) Todas as afirmativas estão corretas.

D) Somente a afirmativa II está correta.

Gabarito das Questões sobre Briófitas e Pteridófitas

01) O esquema abaixo mostra o ciclo de vida das samambaias.

Ciclo de vida das samambaias

O prótalo corresponde ao gametófito da planta (no caso das samambaias, é monoico). No prótalo temos a formação de arquegônio (gametângio feminino, onde se forma a oosfera  gameta feminino) e de anterídio (gametângio masculino, onde se formam os anterozoides  gametas masculinos). Sem esses gametas, não haverá fecundação e, por conseguinte, não teremos zigoto e nem novo pé de samambaia (esporófito).

Resp.: E

02) A figura mostra musgos, sendo que a estrutura 1 corresponde ao esporófito (aclorofilado e diploide, formado pela fecundação da oosfera por um anterozoide) e a estrutura 2 indica o gametófito (clorofilado e haploide, proveniente do desenvolvimento de um esporo).

Resp.: B

03) I. Falsa. Os rizoides encontrados nos musgos têm a função de fixar a planta ao solo; a absorção de água ocorre por todo o corpo do musgo.

II. Verdadeira

III. Falso. O gametângio masculino é o anterídeo enquanto o gametângio feminino é o arquegônio.

IV. Verdadeira.

V. Verdadeira

Resp.: E

04) As briófitas são plantas criptógamas, isto é, não possuem órgãos de reprodução bem visíveis (como as flores). Nessas plantas, o esporófito é aclorofilado e desenvolve-se sobre o gametófito, dele dependendo para sua sobrevivência).

Resp.: D

05) A estrutura 1 é o esporófito, diploide. As estruturas 2 e 3 são gametófitos, portanto, haploides. Assim, o número cromossômico das células dessas regiões é, respectivamente: 12, 6 e 6.

Resp.: B

06)  As plantas indicadas por I e II têm em comum uma grande dependência da água para a reprodução. Através da água, os gametas masculinos (anterozoides) conseguem atingir o gameta feminino (oosfera) no arquegônio.

Resp.: D

07) I. Falsa. Em ambos os grupos a meiose é espórica.

II. Verdadeira.

III. Verdadeira.

IV. Falsa. O esporófito é diploide nos dois grupos.

Resp.: C

08) Tanto as plantas avasculares (briófitas) como as plantas vasculares (no caso, pteridófitas) possuem ciclo de vida com alternância de gerações (metagênese)

Resp.: B

09) I. Falsa. Nas briófitas predomina a fase gametofítica, enquanto nas pteridófitas predomina a fase esporofítica.

II. Verdadeira.

III.Falsa. Nos dois grupos os esporos são haploides

Resp.: D

Fique atento às datas e cronogramas do Enem, SiSU e ProUni, pois são curtos os prazos de inscrições. Participe de nossas redes sociais e tenha acesso a vários materiais importantes: FacebookGoogle+ e Twitter. Compartilhe este material.

Recomendamos para você
Comentários