Bolsa Família: confira início do pagamento do Auxílio Emergencial 2021

Na última sexta-feira dia 26, o Governo confirmou o início do pagamento de auxílio emergencial 2021. A nova rodada começará a pagar o benefício no dia 16 aos beneficiários do Bolsa Família.

O Governo também sinalizou alguns aspectos importantes do novo decreto, que concede o auxílio emergencial para milhares de famílias brasileiras que estão atravessando esse momento de dificuldade durante a pandemia.

Calendário de pagamentos deve ser divulgado antes de 16 de abril

Os demais grupos que receberão o auxílio emergencial 2021 devem conhecer a data de pagamento antes de 16 abril.

Dessa forma, podem se organizar em relação ao recebimento do auxílio. O novo calendário está pronto e aguardando a aprovação do presidente Jair Bolsonaro para que seja divulgado.

Portanto, é algo que deverá ocorrer nos próximos dias, garantindo que os brasileiros possam se tranquilizar ao saber que receberão auxílio pelos próximos 4 meses.

No dia primeiro de abril, já será possível identificar quem irá receber o benefício. Mas a data de saque ainda não possui previsão de anúncio. Sendo algo que é esperado para os próximos dias.

Uma vez que, demanda organização por parte da Caixa Econômica e liberação dos recursos por parte do Governo Federal.

Existe possibilidade de pagamentos além das 4 parcelas?

Tudo irá depender do andamento da vacinação em massa. É preciso que a vacinação acelere em todo o país, para que seja possível conter o avanço da pandemia. Assim, espera-se que seja seguro voltar gradualmente a trabalhar e reaquecer a economia, gerando emprego e renda para grande parte dos brasileiros.

Por isso mesmo, é possível que as parcelas continuem sendo pagas após essa rodada prevista. Entretanto, o país está se mobilizando a cada dia com o objetivo de acelerar a vacinação, justamente com olhos na retomada econômica, que é necessária após a crise sanitária. Afinal, muitos empregos e vidas foram perdidas durante esse período de um ano de pandemia.

Portanto, a vacinação em massa se apresenta como principal alternativa para que o país volte a funcionar normalmente.

Governo reitera as normas do auxílio emergencial 2021

O Decreto que libera o pagamento inicial do auxílio emergencial 2021 reitera as regras que já eram especuladas.

Os beneficiários de 2021 serão aqueles que receberam auxílio em 2020 até dezembro. As pessoas que tiveram qualquer problema que interrompeu o pagamento, não estão elegíveis para a nova rodada.

Aqueles que não receberam auxílio em 2020 não poderão se cadastrar para a nova rodada, tendo em vista que, o benefício agora será concedido com valores menores e para aqueles que já fazem parte do banco de dados do programa.

Todos os meses, o programa irá reavaliar as informações financeiras dos beneficiários, visando interromper o pagamento para quem conseguir emprego ou uma fonte de renda durante o período de 4 meses.

O novo decreto também padroniza o prazo que o beneficiário terá para sacar os valores pagos pelo auxílio.

O beneficiário comum terá 90 dias, enquanto quem recebe Bolsa Família terá até 9 meses para movimentar o dinheiro recebido.

Nos casos em que o beneficiário recebe e não movimenta a quantia recebida dentro dos prazos, o recurso volta para o Governo.

Saiba se irá receber o auxílio 2021

Aqueles que atualizaram os dados no app Caixa Tem, poderão consultar no dia primeiro de abril de 2021, se estão aptos a receber as próximas parcelas do programa.

Muitas pessoas que tinham cadastro regular em 2020 não irão receber. Tendo em vista que a nova rodada de auxílio efetua o pagamento para apenas uma pessoa por família.

Além disso, a nova rodada privilegia o pagamento para mulheres que são chefes de família. Portanto, é interessante que cada família se organize com o valor do benefício, que será destinado a apenas um membro da casa.

Dessa forma, o benefício chegará a um número maior de brasileiros, oferecendo assistência para todos que precisam do benefício.

O valor do auxílio em 2021 também será abaixo do valor pago em 2020. Algumas famílias irão receber R$375, enquanto pessoas que moram sozinhas receberão R$150.

Portanto, é uma questão de avaliação do tamanho da família, visando beneficiar de forma justa para que todos tenham auxílio nesse momento delicado da história nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.