Enem 2020: MEC divulga Espelho da redação e nota dos treineiros

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulga nesta sexta-feira, 28 de maio, o espelho da redação. Os candidatos podem acessar a Página do Participante. Os treineiros também podem ver a partir de hoje suas notas pelo site.

A nota da redação em si já havia sido divulgada no dia 29 de março, mas a correção e explicação da avaliação de cada candidato só podem ser vistas a partir de hoje. O espelho contém a correção da redação feita com base nas cinco competências avaliadas no Enem: escrever na norma culta da língua portuguesa, entender e não fugir do tema proposto, argumentar com clareza e qualidade, construir bem essa argumentação e fazer uma boa proposta de intervenção.

Cada uma tem nota máxima de 200 pontos, totalizando a nota mil. Apesar de difícil, não é uma meta impossível —e quem consegue compartilha como estudou e dá dicas. Cada redação pode passar por até quatro correções, caso haja discrepância entre as notas atribuídas pelos dois corretores iniciais.

O tema deste ano foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira“. De tipo dissertativo-argumentativo, o texto deve ser desenvolvido pelos candidatos em até 30 linhas, com atenção para as cinco competências avaliadas e a proposta de intervenção ao fim do texto, que deve respeitar os direitos humanos. Para entender melhor a correção, o candidato pode consulta a Cartilha do Participante do Enem 2020.

Isenção e justificativa de ausência

Hoje também termina o prazo para pedir isenção da taxa de inscrição para o Enem 2021 e para justificar ausência no Enem 2020. Ambos processos podem ser feitos pela Página do Participante, no site do Inep. O resultado do pedido de isenção e a aprovação da justificativa de ausência são divulgados no dia 9 de junho.

Têm direito à isenção da taxa os participantes que estejam no último ano do ensino médio em escola pública, tenham cursado todo ensino médio em escola da rede pública ou com bolsa integral em escola privada e cuja renda per capita da família seja igual ou inferior a um salário mínimo e meio; declarem situação de vulnerabilidade socioeconômica e estejam inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico). Quem teve isenção da taxa concedida para o Enem 2020 e não compareceu precisa ter a justificativa de ausência aprovada para conseguir a isenção para a edição de 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.