Exército proíbe estudantes de colégios militares de participar de Olimpíada de História

Por Atualizado em 19/05/2019 20:47

O Exército decidiu não dar continuidade à participação de alunos de colégios militares na XI Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB), realizada pela Unicamp. De acordo com a entidade, “o conteúdo apresentado em algumas questões” não atende ao interesse da proposta pedagógica do sistema. Além disso, o Departamento de Educação e Cultura da instituição destaca “conflitos com calendário pedagógico”.

‘Ingerência’ e conteúdos abordados

Após o Exército se manifestar publicamente pela primeira vez após publicação de uma reportagem pela Rádio CBN, a organização da Olimpíada se manifestou por meio de uma nota, em site oficial, onde destaca que “não tem qualquer ingerência” sobre as escolas.

“As equipes do SCMB participam da Olimpíada de História desde a primeira edição, em 2009, com brilhantismo, tendo já obtido inúmeras medalhas”, diz trecho. Ainda de acordo com a instituição, a proposta “de estudo consistente e aprofundado da História do Brasil” tem auxiliado estudantes no desempenho escolar, no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em vestibulares e concursos.

Além disso, sobre os conteúdos abordados nas questões e atividades apresentadas aos estudantes, a organização da Olimpíada alegou que elas são elaboradas com base nas Diretrizes Curriculares Nacionais, Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs).

“Segue o objetivo principal do projeto: incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados temas. Para que isso seja possível, oferecemos nas provas e tarefas informações, textos, imagens e mapas para que embasem a elaboração das respostas.”


Exército proíbe estudantes de colégios militares de participar de Olimpíada de História
5 (100%) 1 vote[s]

Comentários