Falta de matéria-prima preocupa fabricantes de álcool gel


A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) afirmou que o carbopol, matéria-prima utilizada na fabricação do álcool gel, está em falta no mundo inteiro e preocupa as indústrias nacionais com o avanço do coronavírus.

“O setor tem realizado esforços sucessivos para atender à necessidade de todos, mas existe esta apreensão com o carbopol, responsável por transformar o álcool em gel. É uma matéria-prima que está em falta no mundo todo”, explicou o presidente-executivo da Abihpec, João Carlos Basilio. Segundo ele, “empresas de médio e pequeno porte, que são as principais responsáveis pelo fornecimento do produto, estão se readequando diante da crise”.

De acordo com a associação, a estimativa de faturamento de vendas ao consumidor do álcool gel em 2020 poderá superar em até 10 vezes o registrado em 2019, saindo de um faturamento de R$100 milhões para R$1 bilhão.

Para facilitar a reposição dos estoques no varejo, a Abihpec sugeriu à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a simplificação do procedimento de regularização da categoria “gel antisséptico”.

“A nossa manifestação segue em negociação com a Agência, que divulgou recentemente que irá priorizar a análise de processos de registro de géis antissépticos para mãos, água sanitária e desinfetantes de uso geral e hospitalar, se comprometendo em liberar os produtos em no máximo uma semana, algo que normalmente demora uma média de 180 dias”, disse Basilio.

A associação dos fabricantes recomenda aos consumidores que não estoquem o álcool gel, essencial para a prevenção contra a infecção do coronavírus, sob risco de deixar outras pessoas sem acesso ao produto.

LEIA TAMBÉM  Veja dicas para escolher o curso certo para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *