USP oferta curso para idosos aprenderem a identificar Fake News

É fato que as notícias falsas sempre existiram. Porém, também é verdade que de alguns anos para cá, esse tipo de notícia ganhou um novo nome, as chamadas Fake News.

Além disso, com os mais recentes avanços da tecnologia, as notícias falsas tem se tornado cada vez mais convincentes. Em alguns casos, fica até difícil não acreditar.

Imagine então como deve ser para uma pessoa com mais de 60 (sessenta) anos de idade que não tem a mesma familiaridade com o mundo digital que os mais jovens possuem.

Pensando especialmente na população de idosos, a Universidade de São Paulo (USP) está ofertando, de forma gratuita, o seguinte curso: “Fake News, reconhecimento e atitudes para fazer a diferença“.

Para participar, a pessoa precisa ter mais de 60 anos de idade, ter um smartphone com o sistema operacional Android 7.0 ou versão superior, além de ter acesso à Internet e possuir uma conta de e-mail para receber as informações referentes ao curso.

O curso de identificação de notícias falsas da USP vai contar com aulas online. As aulas vão ser ministradas nos dias de terça e quinta-feira, no horário que está compreendido entre 15 e 17 horas, entre a segunda semana do mês de novembro e o dia 9 de dezembro.

As inscrições para o curso da USP vão ser abertas a partir da próxima sexta-feira, 1 de outubro de 2021.

Para quem ficou interessado em fazer este curso e atende aos requisitos que foram citados na lista anteriormente, é só acessar o site: https://uspdigital.usp.br/apolo.

A Importância de não acreditar em Notícias Falsas

O Curso da USP surge em um contexto social em que as notícias falsas são criadas com uma frequência que é cada vez maior.

Diante disso, o papel do cidadão é o de estar melhor preparado para enfrentar o acúmulo de informações com os quais somos bombardeados a todo momento. Isso para que a crença em uma notícia não verídica não venha a prejudicar outras pessoas e o meio social como um todo.

Por conta disto, iniciativas como esta da USP chegam em boa hora, justamente para garantir que a força das Fake News diminua daqui para frente, principalmente entre o público que está menos munido de estratégias para então combatê-las.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.