Estudar Engenharia Elétrica: entenda como funciona a profissão

O Engenheiro Elétrico é o profissional que cuida de toda estrutura de energia de prédios, casas e apartamentos em construção ou já construídos.

Diante disso, o mercado de trabalho para os profissionais de Engenharia Elétrica está em crescimento, pois, cada vez mais necessitam de mão de obra especializada na função. Por isso, quem possui um curso de Graduação na área sai na frente na concorrência por uma vaga de trabalho de destaque.

E mesmo não sendo um curso novo nas mais diversas universidades do país, é de fundamental destaque na indústria da construção civil.

No Brasil, a duração média do curso de Engenharia Elétrica é de 5 anos. O curso é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA).

Além do nome já mencionado, o cargo do profissional formado em Engenharia Elétrica também é conhecido como Engenheiro Eletricista.

Assim, para exercer a profissão após formado, é necessário que o graduado possua o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Para uma formação ainda mais completa, o curso de Graduação de Engenharia Elétrica possui estágio supervisionado obrigatório e disciplinas com prática em laboratórios.

Confira a seguir, o que faz um Engenheiro Elétrico e quais suas principais responsabilidades ao trabalhar em empresas de diferentes segmentos.

O que faz um Engenheiro Elétrico

O Engenheiro Elétrico é uma das profissões que nunca deixará de existir, afinal, hoje não vivemos mais sem a energia.

Centenas de ações que realizamos diariamente fazem parte das atribuições de um engenheiro elétrico.

Contudo, o maior objetivo da profissão é trazer segurança e realizar serviços elétricos com qualidade.

Além disso, todo planejamento das operações realizadas em qualquer empreendimento que precisa de energia é realizado pelo Engenheiro Eletricista, desde pequenas ligações a grandes sistemas de eletricidade, como exemplo, saber ligar um transformador trifásico.

Veja a seguir, os principais sistemas de energia elétrica onde atua o Engenheiro Elétrico.

São atividades que incluem desde a distribuição até o planejamento elétrico de uma área:

  • Sistemas de Biomedicina;
  • Controle e automação;
  • Eletrônica de potência;
  • Eletrônica e instrumentação;
  • Microeletrônica;
  • Telecomunicações.

Confira mais detalhes das principais áreas de atuação para quem estuda Engenharia Elétrica

Além das principais áreas de atuação de um Engenheiro Elétrico, o profissional é responsável pela geração, transmissão e distribuição de energia.

Portanto, ele atua em diferentes ramos de atividades, desde empresas de sistemas elétricos até empresas que trabalham com dispositivos eletrônicos, como uma fábrica de transformadores, por exemplo.

Confira a seguir, as principais funções do Engenheiro Elétrico nas diversas áreas em que ele pode atuar após concluir a graduação:

· Sistemas de Biomedicina

A atuação do Engenheiro Elétrico na atuação com a Biomedicina é bastante ampla, sendo que sua principal função é projetar energia para os equipamentos hospitalares.

Além disso, ele pode projetar, construir ou consertar aparelhos cirúrgicos e ortopédicos, como, por exemplo, endoscópios, óticos e aparelhos diversos.

· Controle e automação

O Engenheiro Elétrico também pode atuar em indústrias com maquinários eletromecânicos automatizados ou sistema de automação industrial.

Outro setor promissor para a área de Engenharia Elétrica é a robótica, onde esse profissional é capaz de propor soluções para questões eletrônicas e tecnológicas.

· Eletrônica de potência

Nessa área o profissional trabalha com dispositivos em motores e maquinários elétricos, como num transformador monofásico, além de também poder atuar com conversores elétricos e digitais.

· Eletrônica e instrumentação

A profissão também é observada em circuitos de medidas especiais, como por exemplo, aparelhos de temperatura, pressão e radiofrequência.

· Microeletrônica

Atualmente, até mesmo nos sistemas de entretenimento, telecomunicações e computação, o profissional é solicitado para atuar em sistemas integrados.

Afinal, são muitos detalhes elétricos envolvidos em todas as atividades dessas áreas, que necessitam da atenção do Engenheiro Elétrico.

· Telecomunicações

Um setor que nunca para de crescer é o de telecomunicações e o Engenheiro Elétrico também pode atuar na área com sistemas de fibras óticas e diversos tipos de telefonia, como, por exemplo, digital, analógica e satélite.

Como é o mercado de trabalho para Engenharia Elétrica?

Conforme você pode observar com as áreas citadas acima, o mercado de trabalho da Engenharia Elétrica está em crescimento.

Contudo, o profissional precisa ter um perfil para cálculos, principalmente matemática e tecnologia.

E além disso, gostar de resolver problemas.

Adicionalmente, muitas vezes as novas tecnologias relacionadas às áreas de atuação do Engenheiro Elétrico vêm de outros países.

Portanto, saber outra língua como o inglês é fundamental.

Dessa forma, muitas das empresas que contratam o profissional são multinacionais, e por isso é possível encontrar um bom emprego e que proporcione viagens constantes.

As principais empresas que procuram por graduados em Engenharia Elétrica são as indústrias de automação, construtoras e empresas de telecomunicações.

Então, o profissional também precisa ser dedicado e responsável, pois sua atuação é fundamental no setor em que trabalha.

O profissional será cobrado constantemente pela qualidade dos serviços efetuados, além de segurança que é primordial na área.

Onde posso estudar Engenharia Elétrica

O curso de Engenharia Elétrica pode ser feito em Faculdades Públicas ou Privadas. Contudo, a concorrência é grande, visto que as oportunidades na área estão em crescimento.

Se você optar por uma Faculdade Privada deve consultar se a Instituição possui boa colocação na avaliação do MEC, bem como o reconhecimento pelo órgão regulador.

O valor da mensalidade varia de R$ 500,00 a R$ 1.800,00, mas independente da escolha, o estágio é obrigatório.

E também, algumas das melhores e mais bem avaliadas faculdades de Engenharia Elétrica contam com sistemas de bolsa de estudos e créditos estudantis.

Além disso, você pode conseguir uma vaga na área de estágio enquanto está estudando, já que a demanda de vagas está em constante crescimento.

O que pode auxiliar no pagamento das mensalidades.

Faixa salarial do Engenheiro Elétrico

Depois da formação, a média salarial de um Engenheiro Elétrico é de R$ 4.000,00, contudo, o valor pode ultrapassar R$ 8.000,00 para um cargo coordenador.

Grade curricular do curso de Engenharia Elétrica

As principais disciplinas da Grade Curricular de Engenharia Elétrica são os cursos de:

  • Álgebra,
  • Cálculo,
  • Técnicas digitais e elétricas,
  • Computação científica,
  • Conversão,
  • Desenho técnico,
  • Geométrica, ou seja, todos são ligados à matemática.

Por isso, quando escolher a Instituição onde você vai estudar, confirme se a mesma possui a grade curricular de acordo com as exigências do curso de Engenharia Elétrica aprovado pelo MEC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.