Qualidade de vida: Como combater o estresse e desgaste no pré-vestibular

A pressão interna dos estudantes em fase de pré vestibular é algo que pode ser muito prejudicial a saúde. Sabendo que esse é um grande passo tanto na profissionalização, quanto na vida acadêmica, os vestibulandos tendem a se cobrar cada vez mais de serem os melhores, investindo na carreira que escolheram trilhar.

No entanto, todo esse estresse e desgaste psicológico pode ter impacto direto na qualidade de vida daqueles que almejam ingressar no ensino superior.

Isso acontece pelo alto teor de competitividade entre os candidatos, pela alta carga de estudo e pela ansiedade/pressão pelos resultados.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Programa de Avaliação Internacional de Estudantes, 56% dos estudantes brasileiros sofrem com estresse durante os estudos.

Além disso, outro dado relevante é que o Brasil é o segundo lugar entre os países que mais têm habitantes com ansiedade.

Esse tipo de problema com a saúde mental influencia em aparições de diversos outros distúrbios, como o de problemas com peso devido à compulsão alimentar ou mesmo insônia e  bruxismo.

Este último é um problema que consiste no apertar e ranger dos dentes até durante o sono e deve ter tratamento com profissional de plano odontológico. Além disso, quadros como os de hipertensão podem ser agravados.

Mais ainda, a pressão e o estresse podem acarretar até em problemas de desempenho durante a prova, contribuindo para que os candidatos acabem errando questões ou se atrasem, por exemplo, por justamente sofrer um desequilíbrio psicológico.

Efeitos do estresse

Além do desgaste mental relacionado ao problema, o estresse age sobre todo o corpo, atingindo áreas que são mais suscetíveis a efeitos de tensão.

O cérebro, por exemplo, recebe altas doses de substâncias químicas que causam o aumento das pupilas e da pressão arterial, aumentando o risco de AVC e aneurismas.

O próprio coração tem seus batimentos acelerados e grandes descargas de adrenalinas são liberadas com o estresse.

Mais ainda, o estresse muda o nível de acidez do estômago, podendo causar má digestão, azia, gastrite e formação de úlcera.

Quanto à saúde bucal, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) fez uma pesquisa indicando que pessoas estressadas têm mais chance de desenvolver doenças periodontais, que atingem os tecidos dos dentes e podem causar sérias complicações.

Como combater o estresse?

Pode parecer óbvio, mas o combate ao estresse está nos hábitos que geram prazer no dia a dia.

Para isso, manter o corpo e a mente funcionando faz com que a pessoa tenha maior resistência ao estresse ou outros distúrbios psicológicos, pois o que está prevalecendo é o sentimento de bem-estar.

Alimentação

A alimentação também pode interferir diretamente no estresse. Inclusive, existem alimentos que conseguem combater o distúrbio e evitar que a pessoa de fique estressada.Alguns exemplos são:

  • Alface;
  • Queijo;
  • Uva;
  • Maçã;
  • Abacate;
  • Maracujá.

O consumo de alimentos gordurosos e açucarados pode trazer uma sensação de felicidade e bem-estar assim que consumidos, mas depois trazem impacto direto à saúde, inclusive a mental.

Outro problema alimentar relacionado à ansiedade é a compulsividade, na qual a pessoa desconta a ansiedade na comida, ingerindo-as em excesso.

Além disso, o açúcar alimenta as bactérias da boca, que liberam um ácido que desintegra o esmalte do dente e faz com que haja a predisposição à cárie.

Por esse motivo, em casos mais complexos, como os de placa, perda unitária, parcial ou integral dos dentes, o médico dentista deverá ser consultado, de modo a oferecer um tratamento multidisciplinar.

Ou seja, será preciso tratar as consequências da alimentação inadequada e desregulada juntamente com terapeutas e nutricionistas, quando um quadro persistente de ansiedade for percebido.

Exercício físico

Praticar exercícios físicos faz com que haja a liberação de endorfina e serotonina para o cérebro, gerando uma maior sensação de bem-estar.

Assim, movimentar o corpo e fazer esforço é muito benéfico para a saúde geral, afastando riscos de ansiedade, depressão e aumenta o nível de foco e concentração.

Cuide bem da saúde

Para ter um bom funcionamento cerebral e afastar problemas com ansiedade e estresse, é preciso que a saúde esteja em dia.

Portanto, o estudante, assim como toda a população, deve ir regularmente ao médico ára fazer exames de check-up.

O mesmo vale para a saúde bucal. A ida aos profissionais deve ser feita a cada seis meses para verificar a condição da saúde bucal.

Não estude no dia anterior a prova e priorize o sono

Um dos principais cuidados para garantir uma mente descansada e reduzir o nível de ansiedade é procurar atividades que auxiliem na distração e lazer no dia que antecede a prova.

Isso porque, apesar de uma rápida revisão ser vantajosa para a fixação dos conteúdos, estudar em excesso pode desgastar a mente, prejudicando o desenvolvimento da prova.

Mais ainda, dificilmente um novo conteúdo será absorvido, gerando ainda mais tensão no candidato.

Outro cuidado essencial no dia anterior à prova é procurar dormir mais cedo, para que as sinapses cerebrais possam descansar o corpo e fixar os materiais estudados até então.

Lembre-se que é durante o sono que ocorre a recuperação do corpo e da mente, bem como a assimilação das informações vistas durante o dia.

Faça o que gosta

Por fim, é importante reconhecer e valorizar os momentos de lazer, bem como de realizar atividades que sejam prazerosas e que visem o autocuidado.

Deste modo o momento de prestar o vestibular será mais tranquilo, além de contribuir para que outros momentos da vida sejam mais saudáveis, afastando estresse, depressão, ansiedade, e gerando mais prazer.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Odonto, empresa especializada em planos odontológicos com atendimento acessível para devolver o sorriso dos pacientes.

One thought on “Qualidade de vida: Como combater o estresse e desgaste no pré-vestibular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.