Simulador de nota de corte do Sisu 2020; veja como usar

O Ministério da Educação atualizou o simulador de notas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O sistema foi criado ano passado, mas já conta com as notas de corte da edição 2019 do Sisu para que possa ser usado pelos estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019.

O resultado do Enem 2019 foi divulgado na manhã desta sexta-feira, 17 de janeiro. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), só 53 candidatos tiraram a nota mil na prova de redação.

Os dados do simulador são os das notas mínimas exigidas para um candidato ter sido aprovado nas edições passadas do Sisu – isso não quer dizer que ele saberá com 100% de segurança se será ou não aprovado para determinada vaga no Sisu do primeiro semestre de 2020, mas dá uma ideia da concorrência.

A ferramenta é um instrumento de consulta permanente para os estudantes.

Filtros

Ao inserir as notas do Enem em cada uma das cinco provas, o candidato recebe, do simulador, uma lista de todos os cursos em que a nota mínima exigida para aprovação era menor do que a nota dele no Sisu.

Ele ainda mostra qual seria a nota dele, caso esse tivesse concorrido com essa pontuação na edição passada. Isso acontece porque, como as universidades podem escolher pesos diferentes para cada curso em cada prova do Enem, a nota do Sisu acaba variando: um curso de medicina pode pedir mais peso para a nota de ciências da natureza, enquanto outro de história pode querer um peso maior à prova de ciências humanas, por exemplo.

O simulador do Sisu também permite que os candidatos façam diversos filtros para achar as opções de curso desejadas:

  • Modalidade (notas da ampla concorrência ou pela Lei Federal de Cotas)
  • Regiões do Brasil
  • Turno (integral, matutino, noturno ou vespertino)
  • Nome da carreira
  • Estado brasileiro

“O objetivo é manter o simulador sempre atualizado, com dados da última edição do Sisu, e disponível para acesso durante todo o ano, de forma a incentivar o estudante a melhorar o seu desempenho no Enem para obtenção de vaga no curso de graduação desejado”, diz a nota do ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.