Impactos Ambientais do rompimento da barragem de Mariana

Toneladas de peixes morreram no rio Doce devido ao rompimento da barragem em Mariana (MG)

Por Atualizado em 03/02/2019 15:51

O dia 05 de novembro de 2015 ficou marcado pelo maior desastre ambiental da história do Brasil. O rompimento de uma barragem contendo rejeitos da mineradora Samarco, próximo ao distrito de Bento Rodrigues – município de Mariana (MG) – ocasionou graves prejuízos ao meio ambiente, cujo prazo de recuperação ainda é incógnita para os profissionais ligados à área ambiental. No dia 25 de janeiro de 2019 o Brasil vivenciou novo desastre ambiental envolvendo rompimento de barragem, agora em Brumadinho – MG.

Toneladas de peixes morreram no rio Doce devido ao rompimento da barragem em Mariana (MG). (Foto: https://www.pescamadora.com.br)

A seguir, uma relação de problemas ambientais decorrentes da lama liberada durante pelo rompimento da barragem.

  • Pavimentação de grande área com o tempo. A lama irá secar e a área por ela afetada ficará como um concreto; como não possui matéria orgânica, dificilmente, haverá instalação de plantas.
  • Alteração das propriedades físico-químicas do solo e, consequentemente, a biodiversidade existente possivelmente não será resgatada.
  • Morte de grande quantidade de peixes (devido à falta de O2 dissolvido na água e pela impregnação de material particulado muito fino em suas brânquias).
  • Alteração da composição da microbiota, alterando cadeias alimentares e a ciclagem da matéria.
  • Destruição da mata ciliar, indispensável à preservação dos rios;
  • Com o depósito de material particulado no leito dos rios, estes tornam-se mais rasos (assoreamento de rios);
  • Soterramento de nascentes, o que pode comprometer a estabilidade de diversos cursos d’ água.
  • Poluição de áreas de mangues, importantes locais de procriação de diversas espécies de animais. Na foz do rio Doce ocorre também o encontro de correntes marinhas do Sul e do Norte, formando um “rodamoinho” de água de cerca de setenta quilômetros de diâmetro. Esta área é rica em nutrientes e também reúne espécies marinhas de todo o mundo. Por isso, segundo o diretor da Estação de Biologia Marinha Augusto Ruschi, o biólogo e ecólogo André Ruschi, a foz do Rio Doce se torna uma dos maiores pontos de desova de peixes marinhos do mundo.

Não se pode deixar de citar, ainda, a contaminação da água, deixando-a imprópria para o consumo por vários dias. Estudos realizados pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), de Baixo Guandu (ES), revelaram a ocorrência de arsênio, chumbo e mercúrio na água. Uma vez ingeridos, acumulam-se nos tecidos e são transferidos ao longo da cadeia alimentar (magnificação trófica ou bioacumulação).

Acidentes das barragens de Mariana e de Brumadinho podem aparecer nas provas do Enem e Vestibulares

A prova do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, é bastante imprevisível, mas possui questões focadas em temas da atualidade e que exigem contextualização e transdisciplinaridade. Isso quer dizer que nas questões das provas do Enem você pode encontrar, por exemplo, uma questão de biologia com um pouco de química e contextualização histórica ou social. Confira algumas questões sobre rompimento de barragens já cobradas em vestibular.

Sendo assim, é importante que o candidato fique atento a dicas para organizar a rotina de estudos e de como estudar para o Enem e como fazer uma boa redação. Inclusive, uma excelente opção de estudo é através da resolução de provas antigas do Enem, disponíveis para download com gabarito.

O acidente da barragem de Mariana foi tema abordado em diversas questões dos vestibulares do país, uma vez que é possível cobrar impactos ambientais do acidente, impactos sociais, questões abordando aspectos químicos. Uma vez que ocorreu novo acidente, agora em Brumadinho, acreditamos que possa aparecer novas questões envolvendo esse tipo de desastre, inclusive podendo aparecer em provas do Enem. Por isso, faça uma leitura atenciosa de materiais relacionados a este tema.


Impactos Ambientais do rompimento da barragem de Mariana
5 (100%) 1 vote

Comentários