Questões Discursivas sobre Ecologia de Populações

01) (Unesp/2018)  Leia a notícia.
O Projeto de Lei nº 5989 de 2009, que originalmente pretende liberar a aquicultura com tilápias e carpas (espécies não nativas no Brasil) em reservatórios de usinas hidrelétricas, tramita agora no Senado. […] Facilitar o uso de espécies não nativas na aquicultura em reservatórios de usinas pode ser altamente prejudicial aos ambientes aquáticos brasileiros, já que as represas recebem rios afluentes. Desse modo, os peixes criados ali […] poderiam chegar a diversos ambientes do país por esse caminho.

(Unespciência, maio de 2017.)

A) Supondo que antes da introdução de espécies não nativas o ambiente já havia atingido sua carga biótica máxima (capacidade limite ou capacidade de carga), explique por que a presença dessas espécies não nativas de peixes pode ser prejudicial aos ambientes aquáticos naturais brasileiros.

B) Além das espécies não nativas de peixes, que outros organismos, associados a essas espécies, podem juntamente ser introduzidos nesses ambientes aquáticos? Explique o impacto que esses organismos podem causar no tamanho das populações de peixes locais.

02)  (UFC) Os gráficos (A e B) mostram os resultados do experimento, realizado por um cientista, sobre o crescimento de duas espécies de protozoários, em meio de cultura.

Baseando-se nos gráficos, responda:
I. A que conclusão o cientista chegou com esse experimento?

II. Qual a relação ecológica que esses resultados expressam?

03)  (UNESP) A tabela apresenta dados referentes à sobrevivência de uma determinada espécie de peixe em diferentes estágios do desenvolvimento.

O gráfico representa dois modelos de curva de sobrevivência.
a) Qual das linhas do gráfico, 1 ou 2, melhor representa a curva de sobrevivência para a espécie de peixe considerada na tabela? Justifique sua resposta.
b) Qual a porcentagem total de mortalidade pré-reprodutiva (indivíduos que morrem antes de chegar à idade reprodutiva, considerando todas as fases de desenvolvimento) para essa espécie? Para que a espécie mantenha populações estáveis, ou seja, com aproximadamente o mesmo tamanho, ano após ano, sua taxa reprodutiva deve ser alta ou baixa? Justifique sua resposta.

04)  (UFMG) Analise estas curvas resultantes da análise dos dados obtidos em um experimento desenvolvido para se avaliar a taxa de sobrevivência dos indivíduos de três diferentes populações:

A partir dessa análise, suponha de que modo esse experimento foi planejado, bem como os tipos de dados que, obtidos ao longo das observações, possibilitaram a construção dessas curvas de sobrevivência.

Considerando essas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, INDIQUE
a) as características iniciais das populações estudadas.
b) os tipos de dados coletados ao longo do experimento.

2. Considerando as informações fornecidas pela curva I, JUSTIFIQUE a adequada qualidade de vida da população nela representada.

3. Suponha que a curva III representa uma população vetora de determinada doença.
Com base nessa suposição, CITE a fase da vida dessa população que deve ser controlada para se evitar a disseminação da doença.
JUSTIFIQUE sua resposta.
Fase da vida:
Justificativa:

RESOLUÇÃO:

01) 
A) Como tais espécies não possuem predadores e/ou parasitas, possuem uma menor resistência ambiental e, dessa forma, conseguem aumentar a população mais rapidamente que as espécies nativas, podendo levá-las à extinção. Há uma competição por diversos recursos com as espécies locais.
B) Junto aos indivíduos introduzidos podem estar associados diversos parasitas que, chegando no novo ambiente, poderão parasitar as espécies locais colocando-as em risco de extinção, uma vez que elas não possuem resistência contra eles.

02)
a) O cientista pôde concluir que as duas espécies de protozoários não podem coexistir indefinidamente, utilizando-se do mesmo recurso limitante.
b) A relação expressa pelos resultados é o princípio de exclusão competitiva que resume a impossibilidade de as espécies coexistirem indefinidamente sobre um mesmo recurso limitante.

03)
a) Curva 2, pois existe um grande número de jovens e poucos vão chegar a idade adulta.
b) Aproximadamente 99,9%. Alta, pois a taxa de mortalidade é muito alta.

04) 
a)
1.
a) – Grande número de indivíduos
– Grande número de jovens
b) A taxa de sobrevivência em função da idade.
2. Podemos perceber a boa qualidade de vida da população I pela baixa taxa de mortalidade infantil.
3. Fase adulta
As fases iniciais já apresentam, naturalmente,  alta taxa de mortalidade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.