Questões sobre Soro e Vacina – Parte 2

Por Atualizado em 22/03/2020 18:35

01) (UFRGS/2019)  O número de pessoas que se recusam a vacinar seus filhos, influenciadas principalmente por informações não científicas veiculadas nas redes sociais, tem crescido significativamente. Considere as seguintes afirmações sobre as vacinas.
I – A volta de doenças que já haviam sido controladas no país está relacionada à resistência às vacinas, desenvolvida pelos organismos patogênicos.
II – A base do funcionamento das vacinas é a produção de células de memória que facilitarão a proteção contra o patógeno, em contatos futuros.
III- As vacinas consistem em anticorpos isolados de microrganismos causadores de doenças ou mesmo de microrganismos vivos. Quais estão corretas?
A) Apenas I.
B) Apenas II.
C) Apenas III.
D) Apenas II e III.
E) I, II e III.

02) (Unimontes) A imunização de um determinado indivíduo pode acontecer de maneira passiva ou ativa, ou seja, administrando componentes prontos a atuar na sua defesa ou componentes que vão estimular o seu sistema imunológico, respectivamente. Ambos os processos podem ser naturais ou artificiais. Das alternativas apresentadas abaixo, assinale a que EXEMPLIFICA um processo de imunização passiva artificial.
A) Leite materno.
B) BCG.
C) Anti-inflamatório.
D) Soro antiofídico.

03) (Unicastelo/2014) Uma vacina contra a dengue, desenvolvida pelo Instituto Butantã, será testada em 300 voluntários durante os próximos cinco anos, para análise de sua eficácia e segurança.
De acordo com os especialistas responsáveis pela pesquisa, a probabilidade de eficácia da vacina é bastante elevada. A profilaxia da dengue por meio da vacinação, caso seja aprovada pelos testes, ocorrerá em função
A) da produção de anticorpos específicos pelo organismo vacinado.
B) da erradicação dos insetos transmissores da doença.
C) da produção de antígenos antivirais específicos pelo organismo vacinado.
D) do combate ao vírus nos mosquitos transmissores.
E) da inoculação de anticorpos antivirais no processo de vacinação.

04) (UEPA/2012) A criação da vacina contra alguns tipos de Papilomavírus humano (HPV), auxilia na prevenção do câncer de colo uterino, estimulando a produção de proteínas específicas (anticorpos), contra este agente causador de doença sexualmente transmissível. Essa produção de proteínas específicas não ocorre para a bactéria da gonorreia, que se expande amplamente em número de casos, por apresentar resistência a muitos antibióticos utilizados em seu combate. A respeito dos fatos abordados no enunciado, afirma-se que
A) os glicídios são as unidades básicas formadoras dos anticorpos imunizantes.
B) os anticorpos são sintetizados no interior das células humanas pelos ribossomos.
C) o HPV e a bactéria causadora da gonorreia apresentam a mesma estrutura celular.
D) o Dispositivo Intrauterino (DIU) previne a gravidez indesejada e as doenças referidas.
E) a presença de mitocôndrias confere às bactérias da gonorreia resistência aos antibióticos.

05) (UFSJ/2013) Analise o gráfico abaixo.

Analise as afirmativas abaixo em relação ao gráfico apresentado:
I- O gráfico é típico de imunoterapias, como a utilização de soros antiofídicos, que fornecem rapidamente uma dose maior de anticorpos, aumentando a concentração de anticorpos no plasma.
II- A resposta secundária observada no gráfico com maior concentração de anticorpos no plasma deve-se aos linfócitos T da memória que vão produzir mais anticorpos em menos tempo.
III- O gráfico é característico de um processo de imunização ativa.
IV- A resposta secundária observada no gráfico com maior concentração de anticorpos no plasma deve-se aos linfócitos B da memória que vão produzir mais anticorpos em menos tempo.
Com base nessa análise, estão CORRETAS apenas as afirmativas
A) I e II.
B) III e IV.
C) II e III.
D) I e IV.

06) (Insper/2015)

O vírus Ebola, que já matou mais de 1 000 pessoas no recente surto ocorrido em países da África, não apresenta, até o momento, um tratamento ou vacina específicos. O vírus é transmitido por meio do contato com sangue, secreções ou outros fluidos corporais e possui uma taxa de mortalidade entre 50% e 70% dos doentes infectados. Os pacientes que conseguem se curar da doença, assim que se recuperam, são convidados a ajudar a tratar dos doentes. Esse procedimento pode ser considerado válido porque

A) os pacientes que se curaram possuem, necessariamente, uma mutação genética que lhes confere uma resistência maior ao vírus e pode ser transmitida aos demais infectados.
B) os pacientes que se curaram receberam uma imunização passiva que os protege permanentemente do vírus e pode ser transmitida aos demais infectados.
C) os vasos sanguíneos dos pacientes que se curaram possuem maior resistência, impedindo que ocorram hemorragias internas e externas, que são os fatores que levam os demais pacientes à morte.
D) os organismos desses pacientes, ao entrarem em contato com o vírus, tiveram uma resposta imunitária passiva, com a produção de anticorpos específicos que lhes conferiu imunidade ao vírus.
E) os organismos desses pacientes, ao entrarem em contato com o vírus, tiveram uma resposta imunitária ativa, com a produção de anticorpos específicos que lhes conferiu imunidade ao vírus.

07) (UNESP/2014) SUS vai oferecer vacina contra HPV a partir de 2014
O Ministério da Saúde anunciou, nesta segunda-feira [01.07.2013] que o SUS passará a oferecer vacina contra o papilomavírus humano (HPV) a partir de março de 2014. Esta será a vigésima sétima vacina oferecida pelo sistema público de saúde.
O SUS fará a imunização de meninas de 10 e 11 anos. As vacinas só poderão ser aplicadas com autorização dos pais ou responsáveis.
A vacina vai ser utilizada contra quatro tipos de vírus HPV, que, segundo o ministério, são responsáveis por alto índice de casos de câncer de colo de útero.
(https://g1.globo.com)

Considerando que a principal forma de transmissão do vírus HPV é por meio das relações sexuais, que a vacina será aplicada em meninas de faixa etária na qual não há vida sexual ativa, e que o tempo médio para a manifestação do câncer de colo é de cerca de 10 anos depois de adquirido o vírus HPV, a campanha de vacinação promovida pelo SUS tem importância em termos de saúde pública? Justifique.

A vacina em questão substitui o preservativo (camisinha) na prevenção da AIDS, causada pelo vírus HIV? Justifique sua resposta.

OBSERVAÇÃO: Não deixe de ler a matéria sobre o HPV e o câncer de colo uterino.

08) (UFV) Os gráficos (I e II) representam padrões de resposta do sistema imunológico:

Observe os gráficos e cite:
a) o nome da principal molécula efetora do tipo de imunidade representada no gráfico I:

b) o nome da célula específica responsável pela rejeição que ocorre no gráfico II:

c) o efeito das células de memória em cada um dos gráficos:
Gráfico I:

Gráfico II:

Questões sobre Soro e Vacina

Parte 1Parte 2

Resolução das questões sobre Soro e Vacina

01)
I. Falso. As vacinas são introduzidas na pessoa e estimularão a produção de anticorpos contra aquele antígeno específico.
II. Verdadeira
III. Falso. As vacinas são constituídas por antígenos mortos ou atenuados.
Resp.: B

02) Na imunização passiva artificial a pessoa recebe anticorpos, presentes em soro terapêutico. Um bom exemplo, é o soro antiofídico.
No caso do leite materno, ocorre uma imunização passiva natural, visto que o colostro é rico em anticorpos.
Resp.: D

03) Quando uma pessoa recebe certa vacina, certas células de defesa (plasmócitos e linfócitos B) produzem anticorpos específicos para aquele antígeno inoculado.
Resp.: A

04) Os anticorpos são moléculas de natureza proteica (são proteínas do grupo das imunoglobulinas); dessa forma, a produção de anticorpos ocorre em nível de ribossomos.
Resp.: B

05)
I. Falso. O gráfico é característico da vacinação. Há uma resposta imune primária, em resposta ao primeiro contato com o antígeno. Após o segundo contato, graças à ação das células de memória, ocorre grande produção de anticorpos, caracterizando a resposta imune secundária.
II. Falsa. As células de memória são clones de linfócitos B.
III. Verdadeira. Na vacinação, como o organismo produz anticorpos, tem-se uma imunização ativa.
IV. Verdadeira (ver item I).
Resp.: B

06) Aquelas pessoas que tiveram contato com o vírus e se curaram, produziram anticorpos e estão imunologicamente protegidas contra aquele vírus (ao adquirir uma doença e se curar dela, a pessoa fica “naturalmente vacinada”).
Resp.: E

07)  Sim, pois, conseguirá imunizar as adolescentes contra o HPV antes de iniciarem a vida sexual.
A vacina contra HPV não substitui o preservativo usado contra a AIDS, uma vez que as vacinas estimulam a produção de anticorpos que são específicos para determinado antígeno. Logo, um anticorpo contra o vírus HPV não reconhece o vírus HIV.

08)
A) Anticorpo
B) Linfócito T citotóxico
C) Gráfico I: Resposta secundária anti-A
Gráfico II: Segunda rejeição enxerto B.


Cadastro Newsletter Assine nossa Newsletter Gratuitamente As notícias que você não pode perder diretamente em seu email. Inscreva-se e recebe a Newsletter.

Comentários