Simulado Enem: questões com tirinhas e charges

Por Atualizado em 06/04/2019 18:33

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) trazem, comumente, questões que exigem interpretação de tirinhas e charges. E muitos estudantes tem dificuldade em responder esse tipo de questão, e por despreparo acabam errando as respostas.

Para resolver esse tipo de questão, é preciso reconhecer a linguagem verbal (diálogos e frases), e a não verbal (representada pelas imagens). As duas se complementam. O humor é baseado na dualidade de sentidos, de forma que uma frase pode ter um significado diferente daquele que seria óbvio. Muitos estudantes ignorar a pergunta do enunciado, e marcam uma alternativa coerente, mas que não responde à pergunta feita. Para treinar antes do Enem, leia questões desse tipo em provas anteriores e procure interpretá-las. Resolva as questões abaixo.

01) (UERJ/2010)

Para melhor compreensão da tira, o leitor precisa reconhecer alguns elementos implícitos. O fragmento que torna mais evidente essa necessidade é:

A) “Minha inimiga mais terrível… a LOUVA DEUSA!”
B) “Uma assassina fria e cruel!”
C) “… os que sobrevivem ao seu ataque… têm inveja dos que morrem!”
D) “… seus poderes são sobre-humanos!!”

02) (Insper 2013.2) Considerando-se os elementos verbais e visuais da tirinha, é correto afirmar que o que contribui de modo mais decisivo para o efeito de humor é

A) a ingenuidade dos personagens em acreditarem na existência de poderes sobrenaturais.
B) o contraste entre os personagens que representam diferentes classes sociais.
C) o duplo sentido do substantivo “super-herói”, no contexto do 1º quadrinho.
D) a tentativa fracassada do personagem ao fazer um discurso panfletário.
E) a quebra de expectativa produzida, no último quadrinho, pelo termo “invisibilidade”

03) (UERJ/2009)

A metáfora é uma figura de linguagem que se caracteriza por conter uma comparação implícita. O cartum de Sizenando constrói uma metáfora, que pode ser observada na comparação entre:
A) o sentimento de desilusão e a floresta
B) a propaganda dos bancos e os artistas
C) a ironia do cartunista e a fala do personagem
D) o artista desiludido e o personagem cabisbaixo.

04) (Enem/2000) Em uma conversa ou leitura de um texto, corre-se o risco de atribuir um significado inadequado a um termo ou expressão, e isso pode levar a certos resultados inesperados, como se vê nos quadrinhos abaixo.

Nessa historinha, o efeito humorístico origina-se de uma situação criada pela fala da Rosinha no primeiro quadrinho, que é:
A) Faz uma pose bonita!
B) Quer tirar um retrato?
C) Sua barriga está aparecendo!
D) Olha o passarinho!
E) Cuidado com o flash!

05) (Enem/2004)

A conversa entre Mafalda e seus amigos
A) revela a real dificuldade de entendimento entre posições que pareciam convergir.
B) desvaloriza a diversidade social e cultural e a capacidade de entendimento e respeito entre as pessoas.
C) expressa o predomínio de uma forma de pensar e a possibilidade de entendimento entre posições divergentes.
D) ilustra a possibilidade de entendimento e de respeito entre as pessoas a partir do debate político de ideias.
E) mostra a preponderância do ponto de vista masculino nas discussões políticas para superar divergências.

Considere a tirinha abaixo para responder às questões 6 e 7.

06) (Insper/2010)  Da leitura da tira, pode-se depreender que a

A)   Na opinião das duas meninas, a felicidade futura independe de fatores financeiros.
B) O comportamento da personagem Mafalda, nos quadrinhos,sugere que ela defende ideias anarquistas.
C) No último quadrinho, a fala de Mafalda indica que ela realmente se arrependeu de ter agredido a amiga. D) A pergunta da amiga, presente no segundo quadrinho, contesta uma visão comercial sobre projetos de vida.
E) O humor da tira decorre da discordância das garotas sobre valores humanos e bens de consumo.

07) (Insper/2010) Assinale a alternativa correta.
A) No primeiro quadrinho, “muitos” e “muita” são, respectivamente, pronome indefinido e advérbio de intensidade.
B) A mistura de pronomes de 2ª e de 3ª pessoa, presente no segundo quadrinho, é uma marca típica da linguagem coloquial.
C) A conjunção “se” (segundo quadrinho) denota ideia de finalidade em relação à oração anterior.
D) Se estivesse na 2ª pessoa do singular, o verbo “experimentar” (terceiro quadrinho)seria alterado para “experimente”.
E) Na segunda ocorrência do verbo “ter”, no último quadrinho, o acento gráfico diferencial foi abolido após o Acordo Ortográfico.

08) (Enem/2003)

O humor presente na tirinha decorre principalmente do fato de a personagem Mafalda
A) atribuir, no primeiro quadrinho, poder ilimitado ao dedo indicador.
B) considerar seu dedo indicador tão importante quanto o dos patrões.
C) atribuir, no primeiro e no último quadrinhos, um mesmo sentido ao vocábulo “indicador”.
D) usar corretamente a expressão “indicador de desemprego”, mesmo sendo criança.
E) atribuir, no último quadrinho, fama exagerada ao dedo indicador dos patrões.

09) (Enem/2005)

A situação abordada na tira torna explícita a contradição entre a
A) relações pessoais e o avanço tecnológico.
B) inteligência empresarial e a ignorância dos cidadãos.
C) inclusão digital e a modernização das empresas.
D) economia neoliberal e a reduzida atuação do Estado.
E) revolução informática e a exclusão digital.

10) (Enem/2005)


As tiras ironizam uma célebre fábula e a conduta dos governantes. Tendo como referência o estado atual dos países periféricos, pode-se afirmar que nessas histórias está contida a seguinte ideia:
A) Crítica à precária situação dos trabalhadores ativos e aposentados.
B) Necessidade de atualização crítica de clássicos da literatura.
C) Menosprezo governamental com relação a questões ecologicamente corretas.
D) Exigência da inserção adequada da mulher no mercado de trabalho.
E) Aprofundamento do problema social do desemprego e do subemprego.

Gabarito das Questões com Tirinhas e Charges

01 – C; 02 – E; 03 – A; 04 – D; 05 – A; 06 – E; 07 – B; 08 – C; 09 – A; 10 – A


Simulado Enem: questões com tirinhas e charges
3 (60%) 2 votes

Comentários