Como usar a nota do Enem 2020 no Prouni 2021?

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é um programa de inclusão educacional criado no ano de 2004 pelo Ministério da Educação (MEC), com o propósito de ajudar estudantes brasileiros que não possuem condições de pagar mensalidades de faculdades particulares. Usando o Prouni é possível ingressar no ensino superior por meio da concessão de bolsas de estudo que vão de 50% (parciais) a 100% (integrais) das mensalidades.

Entretanto, diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), para que não houvesse atraso, o programa resolveu utilizar a pontuação de candidatos que realizaram o Enem 2019 para que pudessem ingressar no 1º semestre de 2021, e os que realizaram o Enem 2020 vão poder ingressar no 2º semestre deste ano.

Para que o candidato possa concorrer às bolsas integrais no 2º semestre, deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Entretanto, o candidato também não pode ter zerado a redação do Enem e ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas das provas.

Todavia, o MEC ainda não informou a data de abertura das inscrições para a edição do 2º semestre do programa, mas deve acontecer até o meio deste ano, quando serão utilizadas a nota do Enem 2020.

Calendário

  • Edições previstas: duas (1º e 2º semestre de 2021)
  • Inscrições para a primeira edição: 12 a 15 de janeiro (encerradas), com critério de seleção a participação no Enem 2019
  • Inscrições para a segunda edição: será definida em edital a ser publicado no Diário Oficial da União

Como funcionam as listas do Prouni

Para que o candidato saiba em qual posição da lista das universidades que escolheu ingressar, ele pode verificar diretamente no site do Prouni. A página permite que o candidato se inscreva em duas opções de faculdade ou curso, e ainda consegue ver o nome dos convocados de acordo com o edital, bem como acompanhar a lista de espera para os que não foram selecionados na 1ª chamada.

Além disso, as listas não são automáticas, logo, o candidato deve manifestar o seu interesse no curso desejado. A inclusão na lista é apenas para candidatos que participaram do processo seletivo regular do Prouni 2021 e não é aberta a novos inscritos.

Os cursos disponíveis na lista de espera estão relacionados de acordo com cada edição. Como os resultados da espera vão sendo divulgados aos poucos, conforme a disponibilidade de vagas.

O candidato deve acessar a plataforma todos os dias, até o encerramento das inscrições, para ver se foi convocado e apresentar a documentação exigida. Vale ressaltar que o MEC não envia mensagens informando sobre a pré-aprovação, portanto, o interessado deve estar atento ao cronograma disponível pelo site.

O Prouni ocorre duas vezes por ano, para que estudantes possam ingressar no 1º e no 2º semestre. Neste primeiro semestre, o programa ofereceu bolsas para 13.117 cursos em 1.031 instituições de ensino, situadas em todos os estados e no Distrito Federal. Foram mais de 162 mil bolsas ofertadas, dentre elas 52.839 para cursos na modalidade de educação à distância.

Bolsas de estudo

Como já mencionado, o Prouni é o programa criado pelo Ministério da Educação do governo federal, ele oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em universidades particulares de educação superior.

Para que o candidato tenha acesso à bolsa integral, deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Em caso de bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal precisa ser de até três salários mínimos por pessoa.

O candidato também deve ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral, ou seja, não pode ter pago nenhuma mensalidade.

Pessoas com deficiência e professores da rede pública  também podem concorrer a uma bolsa e, nesse caso, não há limite de renda exigido dos demais candidatos. Ainda assim, será necessário que o estudante ou candidato tenha realizado a edição mais recente do Enem, alcançado no mínimo 450 pontos de média das notas e não tenha zerado na redação.

Entretanto, na primeira edição do Prouni 2021 os estudantes foram selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019, devido às provas do Enem 2020 terem sido adiadas em razão da pandemia da Covid-19.

A nota pode também ser usada para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que propicia financiamento a condições mais atrativas que as disponíveis no mercado.

Embora o governo federal utilize o processo de seleção pelo programa, as instituições de ensino públicas e privadas têm total liberdade para usar as notas em processos seletivos próprios. Os estudantes podem consultar as universidades onde há interesse de ingressar e quais são os critérios para a seleção.

O Enem também permite que estudantes possam ingressar em instituições de ensino estrangeiras, desde que aceitem essa modalidade, mas é preciso verificar atentamente, pois nem todas arcam com os custos do estudante no país, e ainda algumas até cobram pela estadia durante todo o tempo de permanência no campus.

No momento, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tem convênio com 51 instituições de ensino em Portugal. Cada instituição aplica as regras e os pesos das notas para cada curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.