Prouni 2020: inscrições para a lista de espera

O Ministério da Educação (MEC) abriu nesta sexta-feira, 6 de março, as inscrições para participar da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) 2020/1. Os candidatos interessados tem até a próxima segunda-feira, 9 de março, para manifestar seu interesse.

Conforme as regras do programa, a lista de espera do Prouni será única para cada curso e turno de cada local de oferta, independentemente da opção original dos candidatos pela concorrência a vagas destinadas à implementação de políticas afirmativas ou à ampla concorrência.

Somente podem participar de cursos em 1ª opção:

• Não pré-selecionado nas chamadas regulares
• Pré-selecionado na segunda opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Podem participar da lista de espera em 2ª opção os candidatos:

• Não pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não ter ocorrido formação de turma na primeira opção de curso;
• Não pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não haver bolsas disponíveis na primeira opção de curso;
• Pré-selecionado na primeira opção de curso, reprovado por não formação de turma.

A previsão é de que o resultado da lista de espera do Prouni 2020/1 seja divulgado no dia 12 de março. Os candidatos  selecionados deverão comparar entre os dias 13 e 16 às respectivas instituições para apresentar a documentação para comprovação das informações prestadas na inscrição.

ProUni 2020/1

Na edição do ProUni 2020/1 puderam se inscrever os estudantes que fizeram as provas do Enem 2019 e obtiveram média de 450 nas provas. Também foi necessário ter estudado todo o ensino médio na rede pública, ou ser aluno com deficiência ou professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica.

Números do Prouni 2020/1

O ProUni 2020/1 ofereceu 252.534 bolsas de estudo em instituições particulares de ensino. Desse total, 122.432 são bolsas integrais (exigência de um salário mínimo e meio) e 130.102, parciais, ou seja, de 50% (exigência de três salários mínimos).

Confira os números:

  • Inscrições: 1.507.807
  • Inscritos (duas opções de cursos): 782.497
  • Bolsas integrais: 1.226.797
  • Bolsas parciais: 280.290
  • A região Sudeste foi a que teve o maior número de inscrições e inscritos: 544.787 e 283.869, respectivamente. Entre os estados, São Paulo, Minas Gerais e Bahia foram os que contaram com mais inscrições e inscritos.
  • Direito, com 137.507 candidatos, foi o curso mais procurado. Já Medicina, com 54 estudantes por vaga, foi o mais concorrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.