Como analisar as melhores ações para investir no curto prazo

Atualmente, muitas pessoas pensam sobre a opção de otimizar os seus investimentos em ações para conseguir o lucro a curto prazo, principalmente por entender que o mercado de capitais apresenta muita instabilidade, logo, investimentos a curto prazo parecem ser mais atrativos.

A priori, é necessário esclarecer que o seu perfil de investidor conta muito nesse cenário, afinal a longo prazo percebe-se um maior e melhor acúmulo de patrimônio no geral, além da diversificação de carteira. Entretanto, o investimento a curto prazo também apresenta os seus benefícios.

Apesar de o investimento a longo e a médio prazo demonstrarem diversos benefícios, hoje o nosso foco é explorar o investimento a curto prazo, até porque todo e qualquer tipo de investimento possui as suas vantagens e desvantagens. O período temporal que tomaremos como base hoje é entre 1 e 90 dias de investimento.

Dessa maneira, caso você esteja pensando em optar por investir a curto prazo, de forma a potencializar os seus ganhos, essa opção demonstra-se como um ótimo complemento em sua renda.

Claro que esse investimento, assim como os outros tipos, exigem um certo estudo e dedicação para entender todo o cenário, então essa já é a nossa primeira dica, mas vamos conferir outros aspectos relevantes acerca do tema.

Do que se trata o investimento a curto prazo?

Os investimentos a curto prazo são aqueles que envolvem operações de natureza financeira que duram no período de 1 a 90 dias. É comum, nesse investimento, encontrar características marcantes, como a alta rentabilidade e a liquidez.

O investimento a curto prazo pode ser muito explorado, em suas estratégias, encontrando opções conservadoras (utilizando-se da renda fixa) e até mesmo as oportunidades com maior risco, que seria a compra de ação.

Ao falar sobre investimento a curto prazo em renda fixa, é necessário citar as aplicações com liquidez diária, pois essa opção é ofertada por parte da maioria das instituições financeiras. Um exemplo disso é o CDB, com rendimento diário, e que geralmente possui vínculo com a taxa Selic.

Ressalte-se que os investimentos de renda fixa podem ofertar rendimentos modestos, especialmente a curto prazo, visto que hoje a taxa Selic está em 4,25%. Com isso em mente, a Bolsa de Valores pode ser a opção ideal para você que almeja otimizar os seus resultados.

Claro que tudo isso deve ser feito com cautela e muito conhecimento, sempre observando as características do mercado.

Quais os benefícios e desvantagens a ser analisado em um investimento a curto prazo?

Para saber como investir a curto prazo, você precisa analisar os benefícios que estão envolvidos nesse investimento, mas não se esqueça das desvantagens também, tenha a razão como protagonista dessa decisão.

Dentre os seus benefícios, podemos citar:

– Velocidade das operações financeiras: as operações financeiras do investimento a curto prazo permitem os investidores a ver o seu capital com valorização, e em um período bem curto (quando comparado ao investimento a médio e a longo prazo).

Isso potencializa e otimiza os lucros do investidor, com um rendimento que só poderia ser alcançado em um período bem maior, ou até mesmo com operações conservadores.

– Melhor rentabilidade: um dos maiores diferenciais do investimento a curto prazo é a sua rentabilidade, afinal como a Bolsa apresenta uma certa instabilidade, essa é a oportunidade perfeita para aqueles que aproveitam a volatilidade do cenário, bem como a variação dos preços, a fim de ganhar mais em pouco tempo.

– Possibilidade ganho com a instabilidade (queda de ações): essa é uma característica que merece destaque, pois é um grande benefício de investir a curto prazo na Bolsa, pois você pode apostar em uma estratégia intitulada de venda a descoberto.

Outros investidores também chamam essa estratégia de operar vendido, e em resumo funciona da seguinte forma: você vende uma ação com um preço maior, para logo em seguida compra por um valor menor.

Mas como falamos acima, os investimentos a curto prazo também apresentam algumas desvantagens, e algumas delas são as seguintes:

– Muito risco envolvido: todo investimento apresenta risco em suas operações, então você precisa analisar se está preparado para isso.

No que se refere a renda variável, esses riscos podem ser bem maiores, por conta da oscilação, ou seja, a variação desse mercado faz com que o ativo seja valorizado ou desvalorizado.

– Precisa ser constantemente acompanhamento: uma desvantagem que pode ser decisiva para decidir investir a curto prazo é sobre o seu acompanhamento constante, pois você precisa estar atento a todo momento.

No primeiro sinal de desvalorização, o seu investimento pode ser encerrado para que o prejuízo não seja tão grande. Então, a atenção nesses casos deve ser redobrada.

Nós citamos as desvantagens apenas a títulos de curiosidade e conhecimento, afinal você precisa estar ciente disso, mas se você concorda e acha que o investimento a curto prazo é a melhor opção continue com essa estratégia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.