Auxílio emergencial: calendário da 2ª parcela

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse que o calendário de pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial será anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. A previsão é de que o anúncio fosse realizado nesta sexta-feira, 08 de maio, pelo presidente da Caixa Econômica Federal, mas não aconteceu.

O ministro afirmou, ainda, que está em discussão uma parceria com os Correios para expansão dos canais de atendimento. O anúncio está próximo de ser realizado e será voltado a pessoas que apresentam dificuldade com a tecnologia de cadastramento. O serviço será gratuito. Segundo ele, também estão sendo desenvolvidos outros canais para “tratamento de casos específicos”. Os Correios, no entanto, informaram que a atuação da empresa em apoio ao Auxílio Emergencial ainda demanda ajustes em procedimentos e questões técnicas, a serem realizados em conjunto com o ministério.

Questionado, Lorenzoni afirmou que a prorrogação do auxílio emergencial está “nos horizontes” da pasta, mas que ainda não há nenhuma definição. “Estamos ainda vencendo a etapa da primeira parcela”, afirmou.

Liberação de recursos

De acordo com o ministro, há recursos suficientes para atender a todos os pedidos de auxílio ainda em análise. Ele explicou que são R$ 41 bilhões destinados ao pagamento da primeira parcela e R$ 36 bilhões já foram utilizados. “Devemos ter algo em torno de 7 a 8 milhões elegíveis e eles vão caber dentro desse dinheiro. Dá tranquilidade”, afirmou.

Sobre o projeto de lei 873, que amplia o auxílio emergencial, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro deve sancionar o texto “o mais rápido possível”. A pasta concorda com duas alterações, que certamente serão sancionadas, afirmou. Uma delas é a que inclui a mãe menor de idade, a outra insere o pai chefe de família monoparental. Sobre a inclusão de categorias, disse apenas que “maior parte” já está abrangida pelos benefícios.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.