Auxílio Emergencial negado: veja o que fazer

Milhões de trabalhadores ainda estão aguardando o resultado do pedido de Auxílio Emergencial. A previsão é que a partir desta semana sejam liberados os recursos da 2ª parcela. Mas, e se o seu pedido foi negado? Nesse caso é preciso refazer o pedido. Mas certifique-se de que você atende a todos os requisitos

Durante três meses, será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra todos os requisitos. O auxílio será cortado caso seja constatado o descumprimento, a saber:

  • ser maior de 18 anos de idade com CPF regularizado;
  • não ter emprego formal;
  • não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, à exceção do Bolsa Família;
    ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135);
    que, no ano de 2018, não tiver recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

. O trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI);
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria;
  • trabalhador informal empregado, autônomo ou desempregado
  • intermitente inativo
  • estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020
  • ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima, desde que faça uma autodeclaração pelo site do governo.

A mulher que for mãe e chefe de família e estiver dentro dos demais critérios poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês. Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família. Quem recebe outro benefício que não seja o Bolsa Família (como seguro-desemprego e aposentadoria) não terá direito ao auxílio emergencial.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores podem pedir das seguintes formas:

Cartão de Crédito Universitário

Você que é um futuro universitário já deve ter pensando em quão importante é ter um cartão de crédito. Sabia que tem bancos que oferecem cartões de crédito com benefícios para os estudantes ou até mesmo sem anuidade? Confira abaixo:

Ourocard Universitário Internacional

O Banco do Brasil sabe que vida de universitário não é nada fácil, por isso zerou a tarifa de anuidade do cartão Ourocard. Isso mesmo: anuidade zero. E tem mais: com o Ourocard Universitário você tem um limite pré-aprovado de R$1.200,00, sem necessidade de comprovação de renda.

O cartão está disponível para quem precisa abrir uma BB Conta Universitária. Mas se você precisa só do cartão, baixe o APP Ourocard em sua loja de aplicativos e faça sua solicitação.

Vantagens do cartão universitário

  • Pagamento por aproximação com tecnologia NFC.
  • Cartão Virtual Ourocard-e para realizar compras online com mais segurança
    Pagamento com celular via carteiras digitais pela Apple Pay, Samsung Pay, Google Pay.
  • Acesso a benefícios em entretenimento, esportes e cultura. Conheça a plataforma de Benefícios Ourocard.
  • Transações acima de R$ 30,00 são informadas por SMS no seu celular, mediante adesão prévia ao serviço.
  • Até 40 dias para pagar.

Vale lembrar que esse cartão é exclusivo para clientes com idade entre 16 e 28 anos e obrigatoriamente cursando nível superior. Ao perder essa condição, o BB poderá alterar a modalidade do cartão. Consulte o contrato. Sujeito a análise cadastral e demais condições do produto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.