unesp 2010

Prova de Biologia Resolvida


Prova resolvida: Unesp Biologia - Vestibular 2010

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SÃO PAULO - UNESP - VESTIBULAR 2010 - 1ª FASE

01) Leia a notícia.

Dengue tipo 4 reaparece após 25 anos

A dengue é causada por quatro tipos de vírus: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. O tipo DENV-4 não era encontrado no país desde 1982, mas exames de sangue feitos em Manaus mostram que a dengue tipo 4 está de volta ao país. Embora a infecção causada pelo DENV-4 não seja, por si só, muito agressiva, o retorno dela é, ainda assim, uma má notícia para a saúde pública brasileira. Isso porque aumenta a possibilidade de que as pessoas desenvolvam a forma hemorrágica da doença, muito mais letal.

(Notícia veiculada por diferentes agências, março de 2009.)

Em razão do contido na notícia, pode-se afirmar que, antes do reaparecimento do vírus DENV-4,

a) eram menores as possibilidades de as pessoas desenvolverem a forma hemorrágica da doença, pois os tipos virais, embora mais agressivos que o vírus DENV-4, raramente levavam ao quadro hemorrágico. Com o reaparecimento de uma quarta variante viral, menos agressiva, porém letal, a questão da dengue no Brasil agravou-se.
b) havia no Brasil apenas três tipos virais e, portanto, eram três as diferentes possibilidades de uma pessoa adquirir dengue. Com o reaparecimento de um quarto tipo, a possibilidade de se adquirir dengue passou a ser 25% maior. A dengue adquirida a partir de qualquer um desses quatro tipos de vírus, se não tratada pode evoluir para a forma hemorrágica da doença.
c) havia no Brasil apenas três tipos virais e, portanto, a possibilidade de as pessoas virem a adquirir a dengue era menor. O reaparecimento do vírus DENV-4 aumentou a possibilidade de as pessoas terem um primeiro contato com qualquer uma das variantes virais e, consequentemente, desenvolver a dengue, que, se não tratada, pode evoluir para a forma hemorrágica da doença.
d) uma pessoa que tenha adquirido dengue poderia vir a desenvolver a forma hemorrágica da doença se entrasse em contato com mais um dentre os dois outros tipos virais. Com o reaparecimento de um quarto tipo viral, aumenta a possibilidade de que esta pessoa entre em contato com um tipo diferente e desenvolva a forma hemorrágica da doença.
e) uma pessoa que tenha adquirido dengue poderia vir a desenvolver a forma hemorrágica da doença se entrasse novamente em contato com o tipo a partir da qual desenvolveu a doença. Com o reaparecimento de um quarto tipo viral, aumenta a possibilidade de que esta pessoa entre em contato com uma variante de mesmo tipo e desenvolva a forma hemorrágica da doença.

 

Assunto: Vírus (Dengue)

Resolução:

A forma hemorrágica da dengue frequentemente ocorre quando o indivíduo entra em contato com um segundo tipo de vírus causador de dengue. Há uma redução do número de plaquetas, o que favorece o quadro hemorrágico da doença, que é grave. Assim, quanto maior o número de subtipos de vírus causadores da doença, maior a chance de uma pessoa que já desenvolveu a doença com um deles, ser contaminada com um dos outros subtipos e, portanto, desenvolver a doença.

Resposta: D

 

02) Devido à sua composição química – a membrana é formada por lipídios e proteínas– ela é permeável a muitas substâncias de natureza semelhante. Alguns íons também entram e saem da membrana com facilidade, devido ao seu tamanho. ... No entanto, certas moléculas grandes precisam de uma ajudinha extra para entrar na célula. Essa ajudinha envolve uma espécie de porteiro, que examina o que está fora e o ajuda a entrar.

(Solange Soares de Camargo, in Biologia, Ensino Médio.1.ª série, volume 1, SEE/SP, 2009.)

No texto, e na ordem em que aparecem, a autora se refere

a) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à difusão e ao transporte ativo.
b) ao modelo mosaico-fluído da membrana plasmática, à osmose e ao transporte passivo.
c) à permeabilidade seletiva da membrana plasmática, ao transporte ativo e ao transporte passivo.
d) aos poros da membrana plasmática, à osmose e à difusão facilitada.
e) aos poros da membrana plasmática, à difusão e à permeabilidade seletiva da membrana.

 

Assunto: Membrana Plasmática

Resolução:

A membrana plasmática é formada por uma dupla camada de fosfolipídios, onde se encontram inseridas moléculas de proteínas – é o modelo mosaico-fluido, proposto por Singer e Nicholson. A passagem de substâncias pela membrana, pode ser por mecanismos passivos ou ativos.  Os íons podem fluir pela membrana por processo passivo (principalmente a difusão facilitada – que envolve proteína transportadora) e por processo ativo (quando migram contra um gradiente de concentração).

Moléculas grandes, como a glicose, entram por difusão facilitada, com auxílio das proteínas carreadoras (permeases) e por transporte ativo.

Seguindo as recomendações do enunciado, por exclusão, temos a letra A como resposta, embora o transporte de moléculas grandes nem sempre ocorra por transporte ativo, como comentamos acima. Em nossa opinião, essa questão poderia ser melhor elaborada.

Resposta: A

 

03) No quadro negro, a professora anotou duas equações químicas que representam dois importantes processos biológicos, e pediu aos alunos que fizessem algumas afirmações sobre elas.

Equações:
I. 12 H2O + 6CO2 C6H12O6 + 6 O2 + 6 H2O
II. C6H12O6 + 6O2 6H2O + 6CO2

Pedro afirmou que, na equação I, o oxigênio do gás carbônico será liberado para a atmosfera na forma de O2.
João afirmou que a equação I está errada, pois o processo em questão não forma água.

Mariana afirmou que o processo representado pela equação II ocorre nos seres autótrofos e nos heterótrofos.
Felipe afirmou que o processo representado pela equação I ocorre apenas em um dos cinco reinos: Plantae.

Patrícia afirmou que o processo representado pela equação II fornece, à maioria dos organismos, a energia necessária para suas atividades metabólicas.

Pode-se dizer que

a) todos os alunos erraram em suas afirmações.
b) todos os alunos fizeram afirmações corretas.
c) apenas as meninas fizeram afirmações corretas.
d) apenas os meninos fizeram afirmações corretas.
e) apenas dois meninos e uma menina fizeram afirmações corretas

 

Assunto: Respiração e Fotossíntese

Resolução:

A equação I refere-se ao processo de fotossíntese, enquanto a equação II representa a respiração.

O oxigênio eliminado na fotossíntese é proveniente da água, e não do CO2 à afirmativa de Pedro está errada.

Afirmativa de João é falsa, pois, na fotossíntese há formação de água (na fotofosforilação acíclica).

Afirmativa de Mariana está correta.

A fotossíntese ocorre em Moneras, em Protistas e em Metáfitas; logo, a afirmativa de Felipe é falsa.

Afirmativa de Patrícia é verdadeira.

Resposta: C

 

04) No homem, a cada ejaculação são liberados milhões de espermatozoides, cada um deles carregando um lote haploide de 23 cromossomos.

Considerando-se apenas a segregação independente dos cromossomos na prófase I da meiose, podemos afirmar corretamente que, em termos estatísticos, no volume de um ejaculado estarão presentes até

a) 223 espermatozoides geneticamente diferentes, cada um deles carregando um conjunto cromossômico que difere do conjunto cromossômico de outro espermatozoide, uma vez que cada um deles carrega cromossomos de diferentes pares.
b) 223 espermatozoides geneticamente diferentes, cada um deles carregando um conjunto cromossômico que difere do conjunto cromossômico de outro espermatozoide na sua composição de alelos.
c) 232 espermatozoides geneticamente diferentes, cada um deles carregando um conjunto cromossômico que difere do conjunto cromossômico de outro espermatozoide, uma vez que cada um deles carrega cromossomos de diferentes pares.
d) 232 espermatozoides geneticamente diferentes, cada um deles com apenas um dos homólogos de cada par.

e) 23x23 espermatozoides geneticamente diferentes, cada um deles carregando um conjunto cromossômico que difere do conjunto cromossômico de outro espermatozoide na sua composição de alelos.

 

Assunto: Meiose

Resolução:

Na meiose I, mais especificamente na metáfase I, os 46 cromossomos pareiam-se ao acaso na placa equatorial, o que permite a obtenção de 223 possibilidades diferentes de combinações – o que contribui muito para a variabilidade genética da espécie. Cada espermatozoide assim formado, terá 23 cromossomos, porém, os alelos que cada espermatozoide possuirá vai depender do lote cromossômico herdado.

Resposta: B

 

05) Um estudante de biologia anotou em uma tabela algumas características de quatro espécies vegetais:


CARACTERÍSTICA

ESPÉCIE

1

2

3

4

Possui vasos condutores de seiva?

Sim

Não

Sim

Sim

Embrião fica retido no gametângio?

Sim

Sim

Sim

Sim

Forma flores e frutos?

Não

Não

Sim

Não

Forma sementes?

Sim

Não

Sim

Não

A partir desses dados, pode-se dizer que na árvore filogenética que reconstitui a história evolutiva dessas espécies,

a) as espécies 1 e 2 compartilham entre si um maior número de ancestrais comuns que aqueles compartilhados pelas espécies 1 e 3.
b) a espécie 4 tem uma origem evolutiva mais recente que a espécie 3.
c) a espécie 1 é mais aparentada à espécie 2 que à espécie 3.
d) as espécies 1, 2 e 3 formam um grupo natural, ou monofilético.
e) as espécies 2, 3 e 4 formam um grupo artificial, ou parafilético.

 

Assunto: Grupos Vegetais e Cladística

Resolução: A análise da tabela nos permite concluir que:
Espécie 1: Gimnosperma
Espécie 2: Briófitas
Espécie 3: Angiospermas
Espécie 4: Pteridófitas.
Representando em um cladograma, temos:

Prova Resolvida Unesp 2010 Biologia

Analisando-o, podemos constatar que os grupos de gimnospermas, briófitas e angiospermas (opção D )não formam um monofilético (grupo que inclui o ancestral e todos os seus descendentes).

Já as espécies 2 (uma briófita), 3 (uma angiosperma) e 4 (uma pteridófita) formam um grupo parafilético (grupo que possui um ancestral comum, mas não inclui todos os seus descendentes – as gimnospermas foram excluídas desse grupo.

Resposta: E

 

06) Leia o texto.

Esqueci a pílula! E agora?

Tomo pílula há mais de um ano e nunca tive horário certo. Em geral, tomo antes de dormir, mas, quando esqueço, tomo de manhã ou, na noite seguinte, uso duas de uma só vez. Neste mês, isso aconteceu três vezes. Estou protegida?

(Carta de uma leitora para a coluna Sexo & Saúde, de Jairo Bouer, Folha de S.Paulo, Folhateen, 29.06.2009.)


Considerando que a pílula à qual a leitora se refere é composta por pequenas quantidades dos hormônios estrógeno e progesterona, pode-se dizer à leitora que

a) sim, está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, ainda que em baixa dosagem, induzem a produção de FSH e LH e estes, por sua vez, levam à maturação dos folículos e à ovulação. Uma vez que já tenha ocorrido a ovulação, não corre mais o risco de engravidar.
b) sim, está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, ainda que em baixa dosagem, induzem a produção de FSH e LH e estes, por sua vez, inibem a maturação dos folículos, o que impede a ovulação. Uma vez que não ovule, não corre o risco de engravidar.
c) não, não está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, em baixa dosagem e a intervalos não regulares, mimetizam a função do FSH e LH, que deixam de ser produzidos. Desse modo, induzem a maturação dos folículos e a ovulação. Uma vez ovulando, corre o risco de engravidar.
d) não, não está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, em baixa dosagem e a intervalos não regulares, inibem a produção de FSH e LH os quais, se fossem produzidos, inibiriam a maturação dos folículos. Na ausência de FSH e LH ocorre a maturação dos folículos e a ovulação. Uma vez ovulando, corre o risco de engravidar.

e) não, não está protegida de uma gravidez. Esses hormônios, em baixa dosagem e a intervalos não regulares, não inibem a produção de FSH e LH os quais, sendo produzidos, induzem a maturação dos folículos e a ovulação. Uma vez ovulando, corre o risco de engravidar.

 

Assunto: Ciclo menstrual e pílulas

Resolução:

As pílulas são constituídas basicamente pelos hormônios estrógeno e/ou progesterona, os quais atuam inibindo a produção  do hormônio folículo estimulante (FSH) e do LH (hormônio luteinizante). Sem esses hormônios, não há desenvolvimento de um folículo ovariano e, consequentemente, ovulação. Tal inibição pode não ocorrer quando a pílula é tomada de maneira irregular.

Resposta: E

 

07)Observe os quadrinhos.

Prova resolvida Unesp 2010 Biologia

Sobre o contido nos quadrinhos, os alunos em uma aula de biologia afirmaram que:

I. O besouro, assim como a borboleta, apresenta uma fase larval no início de seu desenvolvimento.

II. As lagartas são genética e evolutivamente mais aparentadas às minhocas que aos besouros.

III. Ao contrário dos besouros, que possuem sistema circulatório fechado, com hemoglobina, as borboletas e as minhocas possuem sistema circulatório aberto, sem hemoglobina.

É correto apenas o que se afirma em
a) I.
b) III.
c) I e II.
d) I e III.
e) II e III.

 

Assunto: Artrópodes e anelídeos

Resolução:

I - Besouros e borboletas são insetos holometábolos, isto é, com desenvolvimento completo. Assim, em ambos há uma fase larval.

II - Falsa. As lagartas são formas larvais dos insetos. As minhocas são organismos de outro filo – Annelida.

III - Falsa. O sistema circulatório dos insetos é aberto e o sangue não possui pigmentos respiratórios; o das minhocas é fechado, e o sangue possui pigmentos respiratórios.

Resposta: A

 

08) Dados da Organização Mundial de Saúde indicam que crianças filhas de mães fumantes têm, ao nascer, peso médio inferior ao de crianças filhas de mães não-fumantes. Sobre esse fato, um estudante fez as seguintes afirmações:

I. O cigarro provoca maior concentração de monóxido de carbono (CO) no sangue e provoca constrição dos vasos sanguíneos da fumante.

II. O CO se associa à hemoglobina formando a carboxiemoglobina, um composto quimicamente estável que favorece a ligação da hemoglobina ao oxigênio.

III. O oxigênio, ligado à hemoglobina, fica indisponível para as células e desse modo o sangue materno chega à placenta com taxas reduzidas de oxigênio.

IV. A constrição dos vasos sanguíneos maternos diminui o aporte de sangue à placenta, e desse modo reduz-se a quantidade de oxigênio e nutrientes que chegam ao feto.

V. Com menos oxigênio e menos nutrientes, o desenvolvimento do feto é mais lento, e a criança chegará ao final da gestação com peso abaixo do normal.

Sabendo-se que a afirmação I está correta, então podemos afirmar que

a) a afirmação II também está correta, mas esta não tem por consequência o contido na afirmação III.
b) as afirmações II e III também estão corretas, e ambas têm por consequência o contido na afirmação V.
c) a afirmação III também está correta, mas esta não tem por consequência o contido na afirmação V.
d) a afirmação IV também está correta e tem por consequência o contido na afirmação V.
e) as afirmações II, III e IV estão corretas, e têm por consequência o contido na afirmação V

 

Assunto: Fisiologia Humana (Respiração)

Resolução:

O monóxido de carbono (CO) se liga à hemoglobina e, assim, impede a ligação do gás oxigênio a ela; afirmativas II e III estão incorretas.

Com a constrição dos vasos sanguíneos, haverá um menor aporte de sangue à placenta; o que traz, por consequência, o afirmado em V.

Resposta: D

 

Resolução: Prof. Evandro Marques de Oliveira (Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas pela UFV-MG; Pós-Graduado em Biologia pela UFLA-MG; Professor do Ensino Médio desde 1988)

 

Vestibulando Web - Copyright 1999-2011. Todos os direitos reservados.
- Prova resolvida Unesp 2010 Biologia 1ª Fase

Ponto.Br