Encceja 2020 teve 1,6 milhão de inscritos


O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2020 tem 1.630.046 inscritos confirmados. São 301.438 interessados na certificação de ensino fundamental e 1.328.608 para o ensino médio. As provas ocorrerão no dia 25 de abril, em todos os estados e no Distrito Federal.

Entre as quatro provas ofertadas pelo Encceja, as áreas que tiveram mais procura pelos inscritos na busca de certificação no ensino fundamental foram língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação (267.314), seguida de matemática (266.155). Já para os interessados na certificação do ensino médio, a prova de matemática e suas tecnologias foi a mais procurada (1.180.500), seguida pela de linguagens, códigos e suas tecnologias e redação (1.065.461). Essa diferença se explica pelo fato de que inscritos no Encceja 2020 que realizaram edições anteriores do exame podem selecionar apenas as provas em que não obtiveram nota suficiente para certificação.

Provas – Dependendo da escolha do participante durante o processo de inscrição, podem ser aplicadas até quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma prova de redação. Para a certificação do ensino fundamental, o participante será avaliado em ciências naturais; matemática; língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação; e história e geografia. No caso do ensino médio, serão analisados os conhecimentos em ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias e redação; e ciências humanas e suas tecnologias.

A proficiência mínima recomendada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é de 100 pontos nas provas objetivas e de 5 pontos na redação. Para atingir a proficiência em língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes e educação física, no ensino fundamental, o participante deverá obter pontuação igual ou superior a 5 pontos na redação. O mesmo vale para a área de linguagens, códigos e suas tecnologias, no ensino médio. Cabe lembrar que, de acordo com o Edital no 101 do Encceja 2020, as unidades certificadoras têm autonomia para estipular valores de proficiência mínima diferentes do proposto pelo Inep.

LEIA TAMBÉM  Enem 2020: Inep divulga tema da Redação

Atendimento especializado e tratamento pelo nome social – Quem solicitou atendimento especializado ou tratamento pelo nome social no exame já pode conferir se o Inep aceitou o pedido. O resultado da solicitação está disponível desde ontem, 1º de fevereiro, no Sistema Encceja.

Caso a solicitação tenha sido reprovada, o participante pode solicitar recurso até a próxima sexta-feira, 5 de fevereiro, pelo sistema do exame.

Encceja – O exame é direcionado para jovens e adultos que não conseguiram obter a certificação na idade apropriada e que buscam o diploma do ensino fundamental e médio. Para participar, é importante que o inscrito possua idade mínima de 15 anos completos até o dia da prova, para o ensino fundamental, e de 18 anos, para a certificação do ensino médio.

Embora o exame seja realizado pelo Inep, em colaboração com as secretarias estaduais e municipais de Educação, a emissão do certificado e da declaração de proficiência é responsabilidade das secretarias estaduais de Educação e institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia, que firmam termo de adesão ao Encceja.

As inscrições para o Encceja 2020 ficaram abertas de 11 a 25 de janeiro de 2021. Pela primeira vez, o participante que não realizou as provas para as quais se inscreveu no ano de 2019 teve de justificar a ausência para se inscrever na edição de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.