Novas regras para participar do Fies em 2021; confira

O FIES é o Fundo de Financiamento Estudantil, um programa do Ministério da Educação (MEC) que faz o financiamento de cursos superiores não gratuitos que tenham recebido uma avaliação positiva no Sinaes, que é o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

Recentemente, mudanças foram anunciadas pelo Governo Federal em relação ao Fies. A principal das mudanças está em uma nova proposta que ficou conhecida como Fies Recurso Concedido.

Esta nova modalidade de financiamento estudantil dentro do Fies vai ter taxa real zero de juros para os estudantes universitários que tenham uma renda familiar mensal de, no máximo, 3 (três) salários mínimos.

Nesse sentido, os financiamentos concedidos com os recursos do Fies terão uma taxa zero real de juros para os estudantes universitários que se encaixam neste requisito da renda mensal, que não pode ultrapassar o limite de 3 (três) salários mínimos por mês.

Inscrição, Seleção e Cursos do Fies

Podem se inscrever no processo seletivo do Fies os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição do ano de 2010.

Além disso, o estudante candidato precisa ter tirado uma média aritmética das notas das provas que seja igual ou superior a 450 pontos, sendo que a nota tirada na Prova de Redação também precisa ser maior do que zero.

Na última terça-feira, dia 27 de setembro de 2021, o Ministério da Educação (MEC) abriu um novo período de inscrições para o Fies, referente, portanto, ao segundo semestre do ano.

Não podem se inscrever neste processo seletivo os candidatos que foram pré-selecionados em seleções anteriores, assim como também não podem fazer a inscrição os candidatos que não quitaram o financiamento anterior pelo Fies ou pelo Creduc (Programa de Crédito Educativo).

Além das situações que já foram citadas anteriormente, não podem se inscrever no Fies:

  • O candidato que se encontra em período de utilização do financiamento do Fies em algum outro curso
  • Os candidatos que se submeteram à prova do Enem com o único objetivo de auto avaliação. Ou seja, na condição de treineiro, que é uma categoria específica de inscrição que não permite a real concorrência das vagas, mas somente a realização da prova enquanto treino de conhecimentos

O bolsista parcial do Programa Universidade para Todos  (ProUni) poderá participar do processo seletivo do Fies e assim financiar a parte da sua mensalidade que não é coberta pelo valor da bolsa. Porém, isso somente pode ser feito se o estudante se enquadrar nas condições previstas no edital do processo seletivo em vigência. Caso contrário, a inscrição não poderá ser feita, tal como as situações que foram apresentadas logo acima.

No caso dos estudantes que já concluíram algum curso superior, estes também podem se inscrever no Fies, desde que se enquadrem nos requisitos que estão estabelecidos no edital.

A nota de corte do Fies vai ser divulgada quando todas as vagas que estão disponíveis para o grupo de preferência escolhido pelo candidato forem ocupadas. Enquanto isso não acontece, não é possível determinar a nota mínima para o ingresso.

Lembrando que o Fies faz o cálculo da nota de corte para o grupo de preferência e toma como base o número de vagas que estão disponíveis, se baseando também no número total de estudantes inscritos que fazem parte deste mesmo grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.