Meu INSS: veja como baixar e usar o Aplicativo

Atualmente, ganhou grande força o Meu INSS, aplicativo lançado pelo Instituto Nacional do Seguro Social com o objetivo de facilitar a vida do segurado, colocar na palma de sua mão as suas informações previdenciárias e aproximá-lo da autarquia federal.

O fechamento das agências físicas como medida de contenção à contaminação de covid-19 contribuiu na explosão do número de downloads do app, que, agora, é utilizado por grande parte dos segurados.

Fato é que o Meu INSS apresenta diversas funcionalidades de grande utilidade no dia a dia do segurado, eliminando, em grande parte das vezes, a necessidade de se buscar atendimento presencial ou telefônico, que demandam o dispêndio de uma maior quantidade de tempo.

Com interface intuitiva e de uso bastante fácil, é possível, por meio do app, verificar o CNIS, com o detalhamento das contribuições previdenciárias; solicitar o recebimento de benefícios; verificar quais requisitos ainda devem ser preenchidos para concessão da aposentadoria; vislumbrar o tempo de contribuição acumulado até o momento; agendar perícias; entre outros.

  • Download e acesso ao Meu INSS

Para baixar o aplicativo, basta acessar o Google Play, caso o celular utilizado tenha sistema operacional android, ou Play Store, caso o sistema operacional seja iOS. Após o download, será necessário realizar um breve cadastro de segurança, com prestação de informações referentes ao documento de identidade, CPF e endereço.

Ainda, será preciso responder um rápido questionário que comprove a identidade da pessoa, envolvendo questionamentos como o primeiro ano de trabalho formal, a quantidade de vínculos de emprego existentes ao longo da vida e a competência da última contribuição previdenciária.

  • Acesso ao CNIS, com as contribuições previdenciárias

Finalizando o procedimento de download e acesso ao Meu INSS, abrir-se-á a interface inicial do app, com destaque dos serviços mais utilizados. Para ter acesso ao CNIS, é preciso clicar em “Extrato de Contribuição (CNIS)”, localizado na quarta fileira.

Imediatamente aparecerão na tela os vínculos de recolhimento, com especificação da data de início e fim. O aplicativo permite baixar o referido documento em PDF. Para tanto, basta clicar em “Baixar PDF” e escolher a versão completa, com todos os vínculos e remunerações, ou a versão resumida, na qual constam somente os vínculos.

O Meu INSS iniciará o download imediatamente após a escolha. Cabe destacar que a versão completa, incluindo as remunerações, é importante para se calcular a renda mensal inicial do benefício eventualmente requerido.

  • Requerer aposentadorias

Logo na primeira linha dos serviços em destaque, o segurado poderá escolher a opção “Pedir aposentadoria”. Em seguida, deverá escolher a modalidade de aposentadoria que deseja: por tempo de contribuição ou por idade urbana; por idade rural; de pessoa com deficiência; ou uma daquelas decorrentes de acordo internacional.

Cabe destacar que a mais comum é a aposentadoria por tempo de contribuição ou idade urbana. Selecionada a opção desejada, o aplicativo informará quais são os requisitos para a modalidade desejada e elencará uma lista de documentos que poderão ser enviados em PDF para que a análise do pedido seja adiantada.

O acompanhamento deverá ser feito por meio do ícone de “Agendamentos/solicitações”, localizado na primeira linha dos serviços em destaque.

  • Simulação de aposentadorias e verificação do tempo de contribuição acumulado e requisitos pendentes

Ao clicar em “Simular aposentadoria”, localizado na primeira linha dos serviços em destaque, imediatamente aparecerão na tela o sexo do segurado, a idade e o tempo de contribuição acumulado. Logo abaixo, será possível observar todas as modalidades de aposentadorias existentes, conforme as regras antigas, atuais e de transição, com informação referente à possibilidade de sua concessão.

Ao clicar na modalidade de aposentadoria, será mostrado ao segurado um resumo com todos os requisitos para sua concessão e o que ainda falta cumprir. A título de exemplo, serão mostradas quantas contribuições ainda faltam, bem como o tempo para completar a idade mínima.

  • Agendar perícias

Essa funcionalidade é muito importante, sobretudo para aqueles beneficiários que tiveram a alta programada estabelecida pelo perito e, caso não solicitem a prorrogação do benefício, terão o pagamento suspenso. Basta clicar em “Agendar perícia”, na quinta linha dos serviços em destaque.

Será preciso escolher entre perícia inicial, caso a intenção seja solicitar o benefício por incapacidade pela primeira vez; perícia de prorrogação, caso a intenção seja comprovar a permanência da incapacidade para manutenção do benefício; e remarcar perícia, que já possui nome intuitivo. Ao selecionar a opção adequada, o segurado deverá responder se possui documentos médicos legíveis, informar seus dados pessoais, anexar fotos dos documentos médicos e de identidade, e, por fim, selecionar a agência física à qual deseja comparecer, a data e a hora.

Cabe destacar que a qualquer momento, em caso de dúvidas, poderá ser acionada a Helô, assistente virtual do INSS, no canto inferior direito da tela, bastando informar o nome completo e o CPF para que seja iniciado o atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.