INSS começa hoje (26) o pagamento dos benefícios; veja quem recebe

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar hoje, 26 de abril, seus benefícios previdenciários aos segurados. Entre aposentadorias, auxílios e pensões, a autarquia previdenciária costuma realizar divisões no esquema de pagamento, a fim de montar um cronograma extenso, que impede a ocorrência de grandes filas e aglomerações nas agências bancárias.

Sendo assim, ocorre a definição das datas de acordo com o número de NIS do beneficiário e o valor recebido a título de benefício previdenciário. Por isso, é muito importante ficar atento às regras para não tentar realizar o saque da quantia no dia errado.

Nesta segunda-feira (26), teve início o pagamento daqueles que recebem apenas um salário mínimo, e o calendário referente a essas pessoas terá duração até a próxima semana. Na data de hoje, a programação é pagar o benefício previdenciário de até um salário mínimo àqueles segurados com o NIS finalizado em 1.

Amanhã, a liberação do benefício será destinada aos beneficiários cujo NIS termine em 2. Na quarta, os aposentados, pensionistas e demais beneficiários a serem contemplados são aqueles que possuem NIS finalizado em 3. Na quinta, a vez é daqueles cujo NIS termine em 4. Por fim, recebem na sexta-feira todos os segurados com benefício ativo que tenham NIS terminado em 5.

Esse calendário tem continuidade na semana seguinte, com a retomada da disponibilização dos valores devidos na segunda-feira, 03/05, aos beneficiários cujo NIS termine em 6. No dia 04/05, a vez é daqueles que tenham NIS terminado em 7. No dia seguinte, recebem os segurados com NIS finalizado em 8. E para fechar a semana, nos dias 06 e 07/05 terão acesso ao benefício previdenciário os segurados cujo NIS termine em 9 e 0, respectivamente.

No entanto, também na primeira semana de maio ocorrerá o pagamento dos aposentados, pensionistas e demais beneficiários cujo valor do benefício seja superior a um salário mínimo. Para essas pessoas, o calendário ficou do seguinte modo:

  • 03 de maio: recebem aqueles com o NIS finalizado em 1 e 6;
  • 04 de maio 05, são contemplados os beneficiários com NIS terminado em 2 e 7;
  • 05 de maio 05 é o dia destinado àqueles cujo NIS termine em 3 e 8;
  • 06 de maio 05, recebem o benefício aqueles segurados que tenham NIS finalizado em 4 e 9;
  • 07 de maio 05 têm acesso ao valor os beneficiários cujo NIS termine em 5 e 0.

Desse modo, até a sexta-feira da próxima semana todos os beneficiários do INSS já terão recebido seus devidos benefícios referentes ao mês de maio.

Para sacar os valores, basta se dirigir à agência bancária indicada no momento de aprovação do benefício. A aposentadoria, pensão, auxílio e demais benefícios podem ser depositados diretamente na conta bancária do segurado, sendo necessário o pagamento de taxas de manutenção bancárias, ou sacados por meio de cartão magnético sem vinculação a qualquer tipo de conta, diretamente nas agências da Caixa Econômica Federal ou Casas Lotéricas.

É preciso, ainda, utilizar a senha cadastrada no momento de desbloqueio do cartão. Cabe destacar o prazo de até 60 dias para saque dos valores referentes aos benefícios, a contar da data de suas respectivas liberações.

13º salário do INSS

Não há previsão de antecipação do décimo terceiro salário nesta rodada de pagamentos. Isso porque o orçamento de 2021 apenas foi sancionado na última quinta-feira, sem que a autarquia previdenciária tivesse tempo hábil para organizar os pagamentos. Com isso, estima-se que a primeira parcela do abono seja incluído na próxima folha de pagamentos, referente ao mês de maio.

A segunda parcela ficaria para o mês seguinte. Vale lembrar que, antes do pagamento do décimo terceiro, é preciso realizar a etapa de cálculo dos valores, que fica sob a responsabilidade da Dataprev, empresa de tecnologia do Instituto Nacional do Seguro Social. Portanto, a expectativa é que o pagamento dos referidos valores ocorram a partir de 25 de maio, injetando cerca de R$ 50 bilhões na economia.

É importante lembrar que o INSS vem passando por grandes obstáculos em 2021. Além do atraso na aprovação do orçamento do presente ano, discutiu-se o corte de R$ 24,6 bilhões de despesas obrigatórias, que inicialmente seriam utilizadas para o pagamento de aposentadorias, pensões, auxílios e demais benefícios previdenciários e trabalhistas. Vale ressaltar que dúvidas devem ser esclarecidas por meio de ligação gratuita ao número 135.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.