Química

Nomenclatura das Bases

Entender a nomenclatura de bases é essencial para estudantes se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Este texto oferece uma visão detalhada sobre como nomear corretamente essas substâncias químicas, com exemplos práticos e dicas para facilitar o estudo.

Historicamente, bases eram identificadas por suas propriedades, como o sabor amargo ou a sensação de escorregadia.

NOTA DE CORTE SISU

Clique e se cadastre para receber as notas de corte do SISU de edições anteriores.

QUERO RECEBER AS NOTAS DE CORTE DO SISU

De acordo com a Teoria de Arrhenius, bases são compostos que, em solução aquosa, liberam íons OH. A capacidade de nomeá-las corretamente é crucial para resolver questões de Química no ENEM.

Regras Básicas da Nomenclatura de Bases

As bases são compostos formados por íons hidroxila (OH) combinados com íons metálicos. Para nomeá-las corretamente, devemos considerar o NOX do metal presente na fórmula.

Publicidade

1. Bases com metais de NOX fixo:
– Quando o metal tem um NOX fixo, a nomenclatura segue um padrão simples. Por exemplo, o íon hidroxila (OH) combinado com o íon sódio (Na+) forma a base hidróxido de sódio (NaOH).

2. Bases com metais de NOX variável:

Publicidade

A nomenclatura das bases que contêm metais com diferentes estados de oxidação (NOX) segue algumas regras específicas para identificar adequadamente os compostos químicos.

Alguns metais, como o ferro (Fe) e o cobre (Cu), têm NOX variável. Nesses casos, é necessário indicar o estado de oxidação do metal na nomenclatura, usando parênteses romanos. Isso é fundamental para distinguir os diferentes compostos formados pelos mesmos elementos.

Exemplos:

  • Fe2+ com OH resulta em hidróxido ferroso (Fe(OH)2).
    – Neste caso, o ferro possui um estado de oxidação +2. Portanto, é chamado de hidróxido ferroso ou hidróxido de ferro II.
  • Fe3+ com OH forma hidróxido férrico (Fe(OH)3).
    – Aqui, o ferro tem um estado de oxidação +3. Portanto, é conhecido como hidróxido férrico ou hidróxido de ferro III.
  • Cu2+ com OH pode ser chamado de hidróxido cúprico (Cu(OH)2).
    – Nesse exemplo, o cobre possui um estado de oxidação +2. Portanto, é nomeado como hidróxido cúprico ou hidróxido de cobre II.
  • Cu+ com OH resulta em hidróxido cuproso (CuOH).
    – Quando o cobre tem um estado de oxidação +1. Portanto, é conhecido como hidróxido cuproso ou hidróxido de cobre I.

Portanto, ao lidar com metais de NOX variável, é fundamental indicar o estado de oxidação específico do metal na nomenclatura ou usando-se as terminações ICO (maior NOX) ou OSO (menor NOX). Isso garante que diferentes compostos formados pelos mesmos elementos sejam corretamente identificados na química.

Tabela de Bases Comuns e Suas Aplicações

Bases têm diversas aplicações. Veja alguns exemplos na tabela abaixo:

Nome da Base Fórmula Química Aplicações
Hidróxido de Sódio NaOH Fabricação de papel, sabão, e produtos de limpeza.
Hidróxido de Potássio KOH Produção de fertilizantes, biodiesel e sabonetes.
Hidróxido de Cálcio Ca(OH)2 Construção civil, tratamento de água, produção agrícola.
Hidróxido de Magnésio Mg(OH)2 Antiácido, tratamento de água, retardante de fogo.
Hidróxido de Amônio NH4OH Limpeza doméstica, tratamento de águas residuais, fabricação de fertilizantes.
Hidróxido de Alumínio Al(OH)3 Antiácidos, adsorventes, tratamento de água, fabricação de vidro.
Hidróxido de Bário Ba(OH)2 Análise química, fabricação de lubrificantes, açúcar refinado.
Hidróxido de Lítio LiOH Produção de baterias, absorção de dióxido de carbono, produção de cerâmicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *