Projetos de pesquisa da UFMG vão receber investimento estrangeiro

Dois projetos de pesquisa que são liderados pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), sendo um projeto da Engenharia Elétrica e outro projeto da Geologia, estão entre os dezessete projetos que foram aprovados pela chamada anual do Fundo de Desenvolvimento da Pesquisa (na sigla inglesa, RDF), que faz parte da World Universities Network (WUN, na sigla inglesa). A UFMG está atuando como instituição de ensino parceira em outros 3 projetos de pesquisa que foram contemplados com o mesmo fundo. Cada um desses projetos de pesquisa deve receber o montante de 10 mil libras.

Como Funciona?

Cada uma das vinte e duas universidades que integram a WUN tem o direito de fazer a inscrição de até 2 (dois) projetos nos quais lidera a parceria. E esta é a primeira vez, desde o ano de 2017, que foi a época em se ingressou na rede mundial, que a UFMG tem as suas 2 inscrições selecionadas. No total, a WUN fez a avaliação criteriosa de 26 projetos. São projetos que seguiram a seguinte temática de estudo: “Mobilizando para um futuro sustentável”, que foi o lema norteador da chamada deste ano.

Quais são os projetos aprovados?

O projeto da área de Engenharia Elétrica que será apoiado pela rede mundial de universidades é o seguinte: “Microrredes inteligentes baseadas em geração solar e biogás para comunidades sustentáveis” . Este é um projeto que é coordenado pelo professor Danilo Iglesias Brandão. Além disso, os pesquisadores da UFMG vão contar com a colaboração científica de University of Ghana, Makerere University, em Uganda, e The University of Sheffield, do Reino Unido.

Do Instituto de Geociências, o projeto escolhido foi: “Desoxigenação dos oceanos, passado, presente e futuro: Influência da mudança climática natural e antropogênica e entrada de nutrientes”. Este é um projeto que é coordenado por Fabrício Caxito. As parceiras para este projeto são University of Alberta, do Canadá, University of Cape Town, na África do Sul, University of Ghana e University of Leeds, no Reino Unido. Um total de oito grupos se candidataram e participaram de uma seleção prévia na própria UFMG.

Os projetos que contam com a parceria da UFMG são os seguintes:

  • A comparative study of the impact of covid-19 on migration” (Renmin University of China [líder], University of Ghana, Maastricht University, da Holanda, e The University of Sheffield, do Reino Unido)
  • Getting back in touch: emotional pathways to a post-pandemic world” (The University of Sheffield [líder], University of Ghana e National Cheng Kung University, de Taiwan)
  • JIR-CliPS: comparison of clinical practice strategies in juvenile inflammatory diseases between 4 world regions” (University of Lausanne, da Suíça [líder], The University of Auckland, da Nova Zelândia, e University of Ghana)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.