USP de São Carlos ajuda a desenvolver plataforma que identifica notícias falsas

Uma plataforma que foi criada na Universidade de São Paulo (USP), do campus da cidade de São Carlos (SP), no interior do estado, ajuda a identificar as chamadas Fake News. Ou seja, as notícias falsas. E isso é importante por que as notícias falsas, em muitos casos, confundem a interpretação, e são utilizadas como mecanismo de desinformação e de manipulação de um grande grupo de pessoas que as recebem.

Nova Ferramenta criada na USP identifica Fake News

O método de checagem de notícias, nesta plataforma, é muito fácil de ser executado. Na verdade, é preciso apenas colar um trecho do texto da notícia recebida no site da nova ferramenta. Clique aqui para acessar essa ferramenta.

Um classificador feito de forma a tomar como base as informações estatísticas e que foi treinado artificialmente com um banco de dados da própria USP provou ter a capacidade de identificar, com uma precisão de 96%, se as informações fornecidas na notícia pesquisada são verdadeiras ou falsas.

Sobre a ferramenta, o doutorando em Estatística, Marcos Jardel Henriques, deu a seguinte declaração:

“Este banco de dados, que é consolidado por um grupo de pesquisas da universidade, tem 7,2 mil informações, sendo 50% falsas e 50% verdadeiras, e então os modelos aprendem, treinam em cima desse banco”.

A ferramenta que descobre as fake news foi desenvolvida por meio do Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria – MECAI, que é um curso de pós-graduação ofertado pelo ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação), e um dos cursos da área de educação corporativa que são oferecidos pelo Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria, o CeMEAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.