Resumo de Iracema, de José Alencar

O resumo de Iracema de José Alencar foi reunido pelo portal Vestibulando Web, sendo a maior parte do conteúdo de autoria de SOSEstudante. O resumo e a análise não dispensam a leitura do livro, apenas reforçam o raciocínio sobre ele, sobre o autor e sobre o período literário.

O livro Iracema é uma lenda criada por Alencar, Iracema explica poeticamente as origens de sua terra natal. Obra escrita em terceira pessoa, onde existe um narrador-observador, isto é, um narrador que caracteriza os personagens a partir do que pode observar de seus sentimentos e comportamento.

A ‘virgem dos lábios de mel’ tornou-se símbolo do Ceará , e o filho, Moacir nascido de seus amores com o colonizador branco Martim representa o primeiro cearense, fruto da integração das duas raças.

Em Iracema, a relação amorosa entre a jovem índia e o fidalgo português Martim, domina toda a obra.

Toda a força poética do livro advém dessa relação amorosa; o demais, a saber, a natureza , a bravura selvagem, a lealdade do índio etc.., são elementos já tratados em O Guarani e posteriormente em Ubirajara. Por outro lado, a ação é reduzidíssima, o que dá ao livro um notável espaço lírico de que se valeu Alencar para escrever sua obra mais poética; A desorientação inicial de Martim, jovem fidalgo português, que se perdera nas matas… O surpreendente encontro coa jovem índia… A hospitalidade do selvagem brasileiro… O ciúme do guerreiro…. O amor entre os representantes das duas raças; Iracema e Martim… A nostalgia de Martim por sua terra natal, suas viagens e a tristeza de Iracema com a mudança inesperada de seu amado… O nascimento de Moacir, filho de dor, e a morte de Iracema… Essa é praticamente a síntese da fábula do livro.

A figura de Martim Soares Moreno é histórica, assim como a de Potí, o índio que o ajuda, conhecido em nossa história como Felipe Camarão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.